Notícias

Proteção de dados: o que precisa saber sobre o novo regulamento europeu

Dicas para reforçar proteção de dados

A partir de 25 de maio, o pedido de cedência de dados passa a ser claro e inequívoco. As principais alterações no RGPD terão um forte impacto no dia-a-dia das empresas e dos consumidores. Deixamos alguns conselhos.

Defina novas palavras de acesso

Sempre que possível, deve definir uma nova password e nunca usar indefinidamente a original (como acontece com os routers domésticos). Ao definir a nova password, tente evitar uma password previsível, como o nome e a data de nascimento. Evite usar mais de 8 carateres no total e inclua maiúsculas, minúsculas e algarismos. 

Leia os aspetos mais importantes dos Termos e Condições

Antes de aceitar os Termos e Condições, faça uma leitura atenta dos aspetos mais críticos. No caso de existir uma separação dos termos de utilização gerais dos que estão ligados à recolha de dados pessoais, leia bem estes últimos antes de os aceitar. Com o novo RGPD, recusar a cedência de dados não o impede de contratar o serviço ou de comprar o produto.  

Reveja as opções de partilha

Mesmo que aceite as condições de privacidade impostas pelas empresas, em qualquer altura pode rever as suas opções de partilha de dados pessoais. A partir de 25 de maio, com o novo regulamento, a revisão passa a ser obrigatória e o acesso será simples.

Remova dados pessoais na altura da venda ou entrega de produto

Alguns equipamentos, como televisores ou eletrodomésticos, ligados entre si através da net, armazenam dados pessoais dos utilizadores. É a chamada IoT (Internet das Coisas). Antes de se desfazer de um destes equipamentos, limpe os dados pessoais, fotografias, documentos ou contas de e-mail associadas. Faça um backup dos dados que pretende manter, depois, um reset ao aparelho e verifique se ficou algum "rasto" da sua atividade.