Notícias

Os melhores truques para poupar a bateria do computador portátil

Oito anos de testes revelam que as baterias duram cada vez mais. Com truques simples pode duplicar o tempo de vida da bateria do computador portátil.

  • Dossiê técnico
  • João Miguens e José Almeida
  • Texto
  • Nuno César
27 janeiro 2021
  • Dossiê técnico
  • João Miguens e José Almeida
  • Texto
  • Nuno César
Computador portátil a carregar a bateria

iStock

A autonomia do computador é o resultado de uma guerra permanente entre o tamanho, o peso, os componentes e a capacidade da bateria. Ponto de partida: não podemos ter tudo. Há três elementos em equação: portabilidade, desempenho e duração da bateria. Escolha apenas dois. Não pode ter os três. Ao utilizador, não é dada a possibilidade de escolher a bateria. Nas prateleiras das lojas, existem várias possibilidades para outros elementos: o tamanho e a resolução do ecrã, o tipo de processador, a placa gráfica, o tamanho da memória RAM ou a capacidade de armazenamento. Mas é raro encontrar especificações claras e objetivas sobre a bateria.

Ver teste a computadores portáteis

Evolução da bateria dos computadores portáteis

Testamos computadores há mais de oito anos. E, no protocolo de teste, não pode escapar um conjunto de medições da autonomia. Para este estudo, destacamos dois cenários: uma utilização com navegação contínua na internet via wi-fi e a reprodução de um filme em alta definição.

Com os portáteis mais recentes quase consegue ver a trilogia Senhor dos Anéis sem recarregar. 
Os portáteis mais recentes permitem reproduzir vídeo durante mais de 9 horas sem recarregar. Quase dá para ver a trilogia Senhor dos Anéis.

A duração da bateria para navegar na net pouco melhorou, ainda que a autonomia para ver um filme tenha duplicado. Melhores ecrãs e com menor consumo de energia, placas gráficas eficientes e discos SSD, em vez dos tradicionais discos rígidos, foram a receita para a evolução. Por sua vez, o peso médio dos laptops foi reduzido em quase 30%, o que é muito apreciado pelo consumidor. Mas a proeza foi conseguida à custa da eliminação de componentes como o leitor de CD/DVD ou as baterias removíveis.

Substituir a bateria?

Hoje, o mais comum é a integração da bateria no chassi do computador portátil, tal como acontece no smartphone. Por isso, deixou de ser fácil retirá-la ou trocá-la. Esta realidade contrasta com as práticas de há dez anos, quando era muito simples remover a bateria e comprar uma peça de substituição.

Na tentativa de reduzir o volume e o peso, os fabricantes de portáteis dispensaram os elementos que protegem a bateria e que permitem abrir a tampa traseira e retirá-la. Objetivo: ganhar espaço e fazer com que se adapte melhor ao design interno do computador, aumentando a capacidade. Ainda assim, em modelos em que a bateria é uma só peça, o utilizador com alguns conhecimentos pode remover a tampa traseira e trocá-la, mas nem sempre é fácil. Existem aparelhos, como o Macbook Air, com várias baterias de diferentes tamanhos, distribuídas pela base para aproveitar todos os espaços, sendo impossível fazer a troca sem recorrer a um serviço profissional.

Para substituir a bateria, tem de abrir o painel traseiro do computador portátil. A operação não está ao alcance de qualquer um. 
Para substituir a bateria, tem de abrir o painel traseiro do computador portátil. A operação não está ao alcance de qualquer um.

10 conselhos para aumentar a bateria

O cenário normal é trabalhar com o computador ligado na fonte de alimentação. Mas, se isso não for possível e precisar de esticar a bateria ao máximo, há manobras simples que pode adotar sem comprometer o equipamento.

Se a quantidade de luz natural o permitir, diminua o brilho do ecrã. Pode ganhar até duas horas extra de bateria, consoante o modelo.

Ative o modo “Avião”, se não for usar a net. Muitas vezes, recorremos ao portátil para vermos filmes no avião, no comboio... Se possível, descarregue o filme para assistir offline (por exemplo, a Netflix permite fazê-lo no caso de alguns conteúdos).

Mantenha sob controlo as tarefas ativas no computador. Se tiver muitas tarefas em execução em segundo plano, existe impacto direto na vida útil da bateria. Feche as janelas e abas do navegador que não estiver a utilizar. Muitas vezes, consultamos várias páginas web e esquecemo-nos de encerrá-las. Estas são atualizadas de forma automática, consumindo bateria.

Abra o Gestor de tarefas (Windows) ou o Monitor de atividade (Mac): verifique as aplicações que estão a consumir demasiado tempo de processamento e feche-as, caso seja possível. Por vezes, a máquina manifesta-se, e só damos conta do sobreaquecimento ao ouvirmos o ventilador. É um indicador de que algo está a requisitar o processador em excesso e a consumir bateria.

Mantenha o computador frio. Quando a máquina aquece, a ventilação é ativada e gasta mais bateria. Considere usar o computador com um suporte específico ou instalá-lo sobre uma superfície sólida, em vez de o manter ao colo ou sobre toalhas ou lençóis.

Minimize as tarefas que consomem bateria. Se estiver a ficar sem autonomia e precisar de esticá-la ao máximo, evite a transmissão (streaming): a combinação de vídeo e internet consome mais energia. Faça chamadas de voz, em vez de chamadas de vídeo, e evite plataformas de streaming de vídeo, como YouTube ou Netflix.

Minimize o número de programas que abrem automaticamente ao iniciar o computador. No Windows, com o lado direito do rato, no Gestor de tarefas, clique em Arranque. No Mac, siga Preferências do sistema > Utilizadores e grupos > Itens de inicialização. Se descobrir que a máquina inicia muitos programas que raramente utiliza, não hesite. Pode bloquear o respetivo arranque automático.

Não ligue periféricos ou dispositivos que se alimentem pela bateria do computador: telemóveis ou discos rígidos portáteis, por exemplo.

Mantenha o software atualizado. Os novos drivers são, regra geral, mais eficientes do que as versões anteriores e resultam em melhor desempenho para o computador.

Utilize as ferramentas de gestão de energia que integram o sistema operativo ou que são disponibilizadas pelos fabricantes. Com a configuração adequada pode duplicar a autonomia do portátil.

Medimos a duração da bateria em seis cenários

Para investigar os elementos com mais impacto no consumo, medimos a vida útil da bateria em seis cenários. Escolhemos cinco computadores das marcas mais vendidas. Primeiro, medimos a duração da bateria a navegar na net, com dois níveis de brilho: 105 nits, o mínimo para visualizar o ecrã corretamente, e com o brilho máximo possível. Ao reduzir o brilho do ecrã, a poupança é notória. Ganhámos até duas horas de bateria.

Também medimos a autonomia a reproduzir vídeo HD em dois modos de energia do Windows: “Melhor bateria” e “O melhor desempenho”. Estes podem ser configurados no ícone da bateria, na barra de tarefas. Com a primeira opção, descobrimos os maiores valores de vida útil e atingimos a maior economia, ou seja, aumentámos a autonomia em mais de sete horas. Usar esta funcionalidade pode duplicar a vida útil da bateria.

Usámos também dois programas de teste que permitem simular a autonomia da bateria quando o processador tem uma utilização normal (tarefas típicas de escritório, chamadas de vídeo e e-mail) ou de elevado desempenho (por exemplo, jogos, explorando ao máximo a CPU e a GPU). Consoante o uso e a configuração, podemos deparar com durações muito diferentes. Os fabricantes que anunciam valores para a autonomia raramente mentem, mas este dado é pouco útil: é manipulado em função do que entendem como “uso típico” ou da configuração do computador (brilho, ligações, etc.).

Microsoft Surface Laptop Go

Bateria anunciada: 13 horas de uso típico.

Please fill the source and the alt text 

Asus ZenBook 14UX425JA

Bateria anunciada: até 22 horas.

Please fill the source and the alt text  

Lenovo IdeaPad 5 14ARE05

Bateria anunciada: até 7,5 horas a reproduzir vídeo em full-HD.

Please fill the source and the alt text 

Huawei MateBook X Pro

Bateria anunciada: 11 horas de navegação; 13 horas a reproduzir vídeo; 15 horas de uso típico.

Please fill the source and the alt text 

Apple MacBook Air 2020

Bateria anunciada: 11 horas a navegar; 12 horas a reproduzir Apple TV e até 30 dias em standby.

Please fill the source and the alt text 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.