Notícias

Microsoft Xbox One: concorrente da PS4 aposta na integração com televisão

05 setembro 2014
Microsoft Xbox

05 setembro 2014

A Xbox One chega às lojas portuguesas quase um ano depois do seu lançamento nos Estados Unidos e nalguns países europeus e da estreia da rival Sony PS4, que arrebatou as vendas. A integração da consola com o serviço de televisão é uma opção interessante.

Zoom no equipamento

A Xbox One é bem maior do que seria de esperar, em comparação com as consolas de gerações anteriores. A Sony PS4 apresenta dimensões mais comedidas, similares às da PS3 Slim. Na tabela, destacamos as principais diferenças.

  Sony PlayStation 4 Microsoft Xbox One
Processador (CPU) 8 núcleos (AMD & Sony) 8 núcleos (AMD & Microsoft)
Processador gráfico (GPU) AMD Radeon (1,8 Tera flop/s) AMD Radeon (1,8 Tera flop/s)
Memória 8 GB (GDDR5) 8 GB (GDDR3)
Disco rígido 500 GB 500 GB
Drive ótica Blu-ray e DVD Blu-ray e DVD
Entradas USB USB 3.0 USB 3.0
Ligação de rede Sim Sim
Wi-Fi Com norma n Com norma n
Bluetooth 2.1 2.1
Saída HDMI Sim Sim (e entrada)
Comando por movimentos Opcional (Eye) Opcional (Kinect 2)
Saída analógica (AV) Sim Não
Saída de áudio digital Ótica Ótica
Dimensões 27,5x5,3x30,5 cm 34,3x8x26,3 cm
Preço € 399,99 € 399,99


Totalmente desligada, a Xbox One precisa de mais de um minuto para iniciar desde que carregamos no “on”, o tempo que um computador costuma demorar. Já se arrancarmos no modo stand-by, demora cerca de 20 segundos. Na PS4, o arranque é mais rápido, com menos de um minuto.

A Xbox One utiliza um sistema operativo muito próximo do Windows 8, incluindo o seu controverso interface. Embora desenhado principalmente para ecrãs táteis, este interface do Windows 8 também funciona bem com um gamepad.

Na Xbox One, a estrutura de menus é semelhante à do sistema operativo Windows 8.
Na Xbox One, a estrutura de menus é semelhante à do sistema operativo Windows 8.
Fácil de usar, o interface da Sony PS4 “PlayStation Dynamic Menu” é muito diferente do da PS3, PSP e PS Vita. Apresenta uma série de pequenos quadrados que se expandem quando os seleciona para mostrar mais opções. 

A PS4 inclui também um sistema básico de reconhecimento vocal, através do headset fornecido ou da câmara opcional, com funcionalidades semelhantes ao sensor Kinect da Xbox. Mas as possibilidades de controlo vocal da PS4 são muito mais limitadas: não é possível sair do modo de stand-by através da voz e as várias apps que instalámos não eram compatíveis.

No que respeita a comandos, os das duas consolas rivais são muito ergonómicos e permitem uma experiência muito boa ao jogar. O comando da Xbox One é semelhante em dimensões e formato ao da sua antecessora. Opera com 2 pilhas “AA” recarregáveis, que permitem que se ligue o comando à consola com um cabo micro USB para carregar a bateria.

Já o comando da PS4 “DualShock 4” inclui bastantes melhorias face ao da consola anterior. Embora o layout dos botões se mantenha, o formato do comando foi redesenhado e parece mais ergonómico. Apresenta ainda um pequeno touchpad (5x3 cm) ao centro.

À esquerda, o novo comando da Sony PS4, muito diferente do das gerações anteriores da PS. À direita, o comando da Xbox One, semelhante ao da antecessora.
À esquerda, o novo comando da Sony PS4, muito diferente do das gerações anteriores da PS. À direita, o comando da Xbox One, semelhante ao da antecessora.
Na Xbox One, a tecnologia “Xbox Smartglass” permite usar o smartphone ou tablet como um ecrã onde recebe informação complementar ao jogo em execução. Enquanto joga, pode ver um mapa no ecrã do smartphone, por exemplo, à semelhança do que acontece na consola Nintendo Wii U, com o seu comando tipo tablet.