Notícias

Esclarecimentos sobre o artigo “Comprar online: 5 lojas chumbadas”

26 fevereiro 2015 Arquivado

26 fevereiro 2015 Arquivado

Na sequência do teste publicado em fevereiro de 2012, no qual foi dada nota negativa à MINFO, LDA., prestamos os seguintes esclarecimentos.

  1. A DECO PROTESTE, através de “cliente mistério”, efetuou uma encomenda online à MINFO, LDA..
  2. A encomenda foi recebida em 09/11/2011 e foi exercido o direito de livre resolução em 11/11/2011, tendo sido devolvida a encomenda por correio postal expedido em 14/11/2011.
  3. A MINFO, LDA. acusou a recepção da encomenda por correio eletrónico de 21/11/2011, no qual constava a indicação “Aviso de Receção 18-11-2011”.
  4. Afirma a MINFO, LDA. que enviou uma primeira Nota de Crédito em 23/11/2011 para a morada indicada pelo “cliente mistério”; afirma a DECO PROTESTE que este documento não foi recebido na morada da “cliente mistério”.
  5. Em 13/01/2012 a “cliente mistério” interpelou a MINFO, LDA., alertando para o facto de não ter ainda sido reembolsada do preço pago pela encomenda devolvida.
  6. Nessa mesma data a MINFO, LDA. informou a “cliente mistério” que, em 23/11/2011, lhe havia sido enviada uma Nota de Crédito que deveria devolver assinada.
  7. Uma vez que a “cliente mistério” esclareceu a MINFO, LDA. que não tinha recebido a Nota de Crédito, em 17/01/2012 a MINFO, LDA. reenviou uma segunda via da mesma Nota de Crédito.
  8. A “cliente mistério” recebeu a segunda via da Nota de crédito em 20/01/2012, que assinou e devolveu à MINFO, LDA., tendo a mmesma sido recebida pela MINFO, LDA. em 23/01/2012.
  9. Em 26/01/2012 a MINFO, LDA. efetuou a devolução do valor pago a título de preço.