Notícias

Apple lança iPad de quarta geração com ecrã retina

01 novembro 2012 Arquivado

01 novembro 2012 Arquivado

O novo iPad de quarta geração já chegou às lojas, com um novo processador e aposta em ecrãs com grande densidade de resolução.

Na recente apresentação, onde a Apple deu a conhecer a sua nova aposta, o iPad mini, foi também lançada a nova versão do iPad, com 9,7 polegadas e “ecrã retina”. Esta é a designação escolhida pela marca para referir-se a ecrãs com elevada densidade de pixels, impercetíveis para o olho humano.
Na apresentação do novo iPad foi destacada a qualidade do ecrã, que não é novidade face ao iPad 3.
Na apresentação do novo iPad foi destacada a qualidade do ecrã, que não é novidade face ao iPad 3.

Aquela tecnologia de "ecrã retina" já estava presente no iPhone 4, 4S e 5, no MacBook Pro e no iPad 3. Entre este último e a nova versão há apenas diferenças que nada têm a ver com o ecrã. O conector de 30 pinos desapareceu para integrar o pequeno conector do iPhone 5, “Lightning”. No novo iPad, foi incorporado um novo processador A6x mais potente.

Tal como no iPhone 5, a ligação LTE não funciona em pleno com as frequências utilizadas nas redes 4G de alguns países europeus. Em Portugal, para já, apenas a Optimus anunciou uma cobertura parcial.

A quarta geração do iPad elevou os preços: nos modelos com Wi-Fi, houve um aumento de € 30 e, nos modelos com ligação às redes móveis, a subida foi de 40 euros. O iPad com retina, na versão só com Wi-Fi custará € 509 (16 GB), € 609 (32 GB) ou € 709 (64 GB). Se incluir Wi-Fi e ligação às redes móveis, custará € 639 (16 GB), € 739 (32 GB) ou € 839 (64 GB).