Dicas

Monitores TFT de 21,5 e 24 polegadas

15 janeiro 2013

15 janeiro 2013

Qualidade de imagem e fidelidade das cores são os pontos fortes. O limitado número de ligações penaliza a maioria dos equipamentos. Alguns possuem sintonizador para o poder utilizar como televisor.

Os monitores com diagonais acima das comuns 19 polegadas estão cada vez mais populares. Esta preferência por ecrãs maiores deve-se ao aumento da qualidade e a uma significativa descida dos preços, o que os torna mais acessíveis.

Entradas digitais garantem imagem de qualidade 

  • Os monitores TFT com diagonal superior a 21 polegadas e formato 16:9 são interessantes para filmes, por terem um formato mais adaptado e resolução Full HD (1920x1080). Os 16:10 dispõem de mais espaço vertical, o que pode ser vantajoso se usar como monitor de PC.
  • Quase todos os modelos incluem uma entrada analógica (VGA) e outra digital (DVI ou HDMI). Apesar de a primeira já proporcionar uma imagem aceitável, obtém melhores resultados com as ligações digitais, pois não há perda de sinal. Assim, se o computador estiver equipado com uma placa gráfica com saída digital, ligue o monitor pela mesma.
  • Por vezes, para ver filmes em alta definição, o monitor tem de suportar o sistema de proteção anticópia HDCP (High Bandwidth Digital Content Protection). Caso contrário, pode não obter imagem ou apenas em baixa resolução e com fraca qualidade.

Uso multimédia limitado

  • Todos os monitores TFT podem funcionar como simples monitores de PC. Mas nem sempre são adequados para uma utilização multimédia exigente, como conteúdos em HD ou jogos rápidos.
  • Se pretende divertir-se com jogos de computador, considere o tempo de resposta, embora o método de medição possa variar com o fabricante. Quando os pixels demoram demasiado tempo a mudar de cor, a sucessão de imagens não consegue acompanhar a velocidade dos jogos rápidos.
  • Muitos consumidores compram monitores para ver televisão. Se não subscreve um serviço televisivo pago, confirme se o televisor está preparado para a televisão digital terrestre, ou seja, se lê sinais do tipo DVB-T MPEG4. 

Comprar sem defeitos

  • Escolha a dimensão, o formato do ecrã e as ligações mais adequadas. Atenção aos ecrãs brilhantes: os reflexos podem dificultar a visualização das imagens.
  • Teste o monitor na loja. Como o preto nunca é absoluto, verifique a intensidade. O valor é bom entre 0,2 e 0,3 cd/m2 e excelente abaixo do primeiro parâmetro.
  • A existência de pixels defeituosos no centro do ecrã é desagradável. Procure pontos negros, numa imagem branca, ou coloridos, num ecrã preto. Esta verificação deve ser feita em casa, pois os pixels mortos, por vezes, só aparecem após 10 a 20 horas de funcionamento. Mas antes pergunte na loja se permitem substituições, dado a política de troca variar consoante a marca. 

 


Imprimir Enviar por e-mail