Dicas

Etiquetas ecológicas em equipamentos eletrónicos: investimento pode compensar

27 dezembro 2013

27 dezembro 2013

Quando está inativo, um computador com certificação ecológica pode gastar quase menos 90% de energia. A poupança cresce se os restantes equipamentos eletrónicos em casa também forem  “verdes”.

Os equipamentos informáticos com símbolos como o Rótulo Ecológico Europeu ou a etiqueta Energy Star são poupadinhos e podem representar um investimento com rendimento garantido. Conheça o que certificam estas etiquetas.


Energy Star
Indica bom desempenho no consumo de energia e que o equipamento traz configurações que ajudam a poupar. Por exemplo, o modo de hibernação do ecrã é ativado automaticamente após 15 minutos de inatividade e o do computador ao fim de 30. Assim que esta funcionalidade entra em funcionamento, a velocidade da ligação de rede é reduzida. Os computadores com ligação ethernet contam com a função wake on LAN. Uma vez ativada, esta pode acordar remotamente o equipamento em modo de hibernação. O manual tem de incluir informação sobre a etiqueta Energy Star e as instruções para adaptar períodos de hibernação mais curtos.

Atribuído pelo Programa de Rotulagem em Matéria de Eficiência Energética para Equipamento de Escritório da União Europeia, este rótulo pode estar presente em PC’s, e portáteis, e netbooks, e monitores, entre outros.
Rótulo Ecológico Europeu 
Baseia-se nos mesmos critérios da etiqueta Energy Star, mas só é atribuído aos equipamentos com desempenho energético excelente. Isso significa que excedem entre 25 e 40% o grau de exigência da etiqueta Energy Star no caso dos PC’s e entre 15 e 25% no dos portáteis.

Num equipamento com este símbolo, a regulação de origem coloca o ecrã em hibernação ao fim de 10 minutos de inatividade e o computador depois de 30. Tal como a etiqueta Energy Star, atesta a existência de uma ligação ethernet com a função wake on LAN. Além disso, é garantia de que o mercúrio ou os seus compostos não estão presentes em mais 0,1 miligramas nem fazem parte da iluminação do monitor LCD. Assegura ainda a inexistência de substâncias perigosas abrangidas pela directiva RoHs (restrição ao uso de substâncias perigosas).

The Blue Angel
Trata-se do certificado ambiental mais antigo do mundo (1978) e é uma iniciativa do governo alemão. Usa a mesma metodologia da etiqueta Energy Star, mas com padrões mais exigentes, pois os computadores com esta certificação consomem menos 50 a 75% de energia do que os restantes. Têm igualmente de ser rigorosos na escolha do material, especialmente das partes plásticas e dos componentes recicláveis. Tudo para reduzir possíveis danos ambientais e proteger a saúde humana.

Nordic Swan
É a marca ecológica escandinava oficial desde 1989. Além do consumo de energia, esta etiqueta impõe critérios de eco-conceção, como a possibilidade de upgrade e desmontagem de componentes para reparação ou substituição, a aptidão para a reciclagem e a limitação do uso de metais pesados, plásticos e seus aditivos.
EPEAT
Esta certificação é atribuída por uma agência norte-americana e tem três níveis: bronze, prata e ouro. A distinção prata é semelhante à certificação dada pelo Rótulo Ecológico Europeu. Para um equipamento poder ostentá-la é necessário cumprir algumas regras. Destacam-se a conformidade com as disposições da directiva RoHS, a redução da quantidade de mercúrio utilizado em fontes de luz, a conceção para um ciclo de vida com baixo impacto, a otimização da embalagem e a política ambiental do fabricante.

Imprimir Enviar por e-mail