Dicas

Discos rígidos externos: memória portátil

01 novembro 2011

01 novembro 2011

Os discos rígidos externos que testámos são rápidos a ler e escrever pacotes de dados e ficheiros pesados. Como têm bom desempenho no geral, na compra, considere também o preço por gigabyte.

Para acompanhar o portátil, repousar ao lado do computador de secretária ou ligar à televisão e visionar fotos e filmes, os discos externos conquistaram lugar entre os aparelhos indispensáveis. Leves e pouco volumosos, adaptam-se a qualquer PC ou Mac.

Testámos equipamentos com 1 terabyte, de 2,5 polegadas, que recorrem à norma USB 3.0. Dispensam o transformador, pois retiram a energia do cabo USB. A pensar na possibilidade de o seu computador não ter entradas USB 3.0, considerámos também 2 adaptadores: um para PC e outro para portátil.

Selecionámos ainda um disco SSD e comparámos os resultados. O desempenho é superior, mas a capacidade inferior e o preço mais elevado. Por fim, analisámos um interface diferente: o Sharkoon. Pode ligar a esta estação de ancoragem discos internos SATA de 2,5 ou 3,5 polegadas, útil para cópias de segurança.

Rapidez a ler e escrever

  • Todos os discos anunciam uma capacidade de 1 TB, mas a memória disponível ronda os 930 GB. A redução deve-se em parte à formatação, que rouba memória para mapeamento da unidade.
  • Alguns modelos permitem a encriptação de dados e fornecem um cabo dual USB: numa extremidade, possuem duas ligações USB.
  • Para avaliar o desempenho, recorremos a um pacote de ficheiros com 480 MB e a um ficheiro de 5,54 GB. Cada aparelho leu e escreveu 3 vezes estes dados. Todos os modelos revelaram rapidez. Por isso, na escolha, considere também o preço por gigabyte e a qualidade da construção. Certos modelos possuem uma proteção de borracha que compensa pequenas quedas ou pancadas.
  • Se dá importância à velocidade e não precisa de muita memória, pode investir num SSD. Destituídos de componentes móveis, estes discos não produzem movimentos mecânicos, pelo que alcançam velocidades superiores. São ainda imunes ao desgaste mecânico e mais duráveis. O modelo que testámos transferiu o pacote de ficheiros de 480 MB em 160 MB por segundo, ou seja, foi quatro vezes mais rápido. Já a transferir o ficheiro de 5,54 GB, alcançou “apenas” o dobro da velocidade. Mas conte com um custo elevado. O preço por gigabyte pode ser 24 vezes superior.

USB 3.0 melhor nos ficheiros pesados

  • A velocidade da norma 2.0 já foi suficiente para o desempenho dos discos. Mas estes sofreram melhorias e passou a ser a interface no computador a limitar a velocidade. Surgiu, então, a necessidade de criar uma interface que permitisse maior débito de dados: a USB 3.0. O nosso teste demonstrou que as USB 3.0 e 2.0 têm um desempenho idêntico a transferir uma grande quantidade de pequenos ficheiros. Mas existem diferenças quando se trata de um só ficheiro de grande dimensão (5,54 GB). A USB 3.0 foi duas vezes mais rápida.
  • Os discos USB 3.0 são, assim, a melhor opção para quem possui um computador com a mesma norma. Se o seu PC tem mais de 1 ano, é pouco provável que inclua a 3.0. Procure uma porta com forma idêntica à de uma normal USB, mas azul.
  • Pode usar um dispositivo USB 3.0 num computador com USB 2.0. Porém, a velocidade é a da interface mais lenta, pelo que não há grande vantagem neste uso. Os discos USB 2.0 continuam a ser interessantes para quem não considera a velocidade importante. Com o lançamento dos USB 3.0, estão até a preços mais vantajosos.
  • Se tiver um Mac, o aparelho não traz portas USB 3.0. Mas pode comprar um adaptador. Existem à venda na Internet, com preços muito variáveis.

Outras possibilidades testadas

  • Se o seu computador tem portas USB 2.0 e o disco rígido usa a norma 3.0, pode recorrer a um adaptador. O primeiro destina-se a computadores de secretária e exige o acesso à motherboard. Já o segundo, adequado para portáteis, requer apenas um aparelho com porta PCMCIA.
  • Formado por um adaptador PCI com duas portas USB e uma dock station, o Sharkoon permite ancorar discos internos SATA de 2,5 e 3,5 polegadas. Os elementos são vendidos em conjunto, mas podem ser usados em separado. Por exemplo, é possível usar o adaptador das portas USB 3.0 noutros dispositivos USB e a estação num computador com portas USB 3.0.