Dicas

Computador portátil, desktop ou tablet: conheça o mais indicado

04 dezembro 2019
Desktop, portátil ou tablet?

O espaço disponível, os trabalhos que vai realizar e a necessidade de transportar o aparelho são os principais aspetos a analisar. Ajudamos a escolher.

Desktop tradicional

O desktop é um computador potente com um valor mais acessível. A relação entre o desempenho e o preço é muito superior à dos portáteis ou de qualquer outro equipamento.

Estes computadores trabalham bem em programas simples - como edição de texto, folhas de cálculo e elaboração de apresentações - e exigentes. São a melhor opção para quem faz edição de vídeo ou som e para os fãs de jogos pesados.

Outra vantagem é poder trocar ou adicionar componentes de acordo com as necessidades e o orçamento. Se quiser poupar alguns euros, substitua apenas o desktop, mantendo o monitor e os periféricos. Por este motivo a durabilidade de um desktop é sempre maior. O mesmo computador pode durar mais de uma década, basta atualizar os componentes necessários. Também é mais simples de reparar, sendo que algumas reparações mais simples podem até ser feitas em casa.

Ao escolher o desktop tradicional, confirme se existem portas USB à frente ou ao lado do computador, para tornar as ligações mais acessíveis. Prefira portas USB 3.0, que garantem velocidades de transferência de dados mais elevadas. Muito computadores de secretária já incluem adaptador Wi-Fi, que permite manter o computador ligado à Internet mesmo que não esteja próximo do router. Mas, ainda que tenha esta possibilidade, é sempre preferível usar o cabo de rede, por questões de segurança e desempenho.

Conforme o tipo de monitor, convém ter um computador com mais do que uma saída de vídeo, de preferência digital (HDMI ou DVI, por exemplo). As portas analógicas como a VGA, podem ser úteis, sobretudo se ainda tiver um monitor antigo que queira continuar a usar. Já para monitores recentes, televisões ou projetores de vídeo, é preferível usar portas digitais.

Uma desvantagem dos computadores de secretária é consumirem mais energia, quando comparados com os portáteis ou tablets. 

Estes computadores usam, na sua larga maioria, sistemas operativos Windows mas também é possível instalar alternativos, como o Linux.

Preço: a partir de 349 euros.

O desktop tradicional tem um bom desempenho em programas simples ou complexos, mas não oferece mobilidade.
O desktop tradicional trabalha bem em programas simples ou complexos, mas não oferece mobilidade. 

 

Ir para o assistente virtual