Primeiras impressões

Smartphone e máquina fotográfica: analisámos três modelos

22 abril 2013 Arquivado

22 abril 2013 Arquivado

Nokia Pureview 808, Nikon Coolpix S800c e Samsung Galaxy Camera propõem um cruzamento entre smartphone e máquina fotográfica. Mas apenas o primeiro equipamento permite telefonar e nenhum convence pela qualidade.

Nokia Pureview 808

Com preço a rondar os € 650, este aparelho anuncia um sensor de 41 Mpix. Em termos reais, a resolução cai para 38 Mpix no formato 4:3 (normal) e 34 Mpix em 16:9 (panorâmico), o que continua a ser considerável. O tamanho do sensor também não é comum: 1/1.2 polegadas, bem maior do que aquele que equipa os dois concorrentes e até a maioria das máquinas fotográficas compactas.

Entre os três equipamentos analisados, o Nokia Pureview 808 é o único sem zoom ótico. A elevada resolução do sensor permite aplicar o zoom digital sem perder nitidez. Mas não esqueça que, quanto maior a distância focal, menor a resolução.

A máquina precisa de apenas 2 a 3 segundos para iniciar e estar pronta a captar, o que constitui um bom resultado. Ao contrário de muitos smartphones, o disparo pode ser feito em dois tempos: focagem premindo metade do botão e captura da imagem ao pressionar por completo. As restantes funções também são rápidas, pelo que a utilização se torna agradável.

A qualidade das imagens é impressionante e, graças ao potente flash, é possível fazer boas imagens em fracas condições de luminosidade. Mesmo com uma sensibilidade ISO de 1600, o resultado continua a ser bom, algo nunca visto no mundo dos smartphones. O único senão é o facto de este aparelho não trazer estabilizador de imagem.

As imagens em vídeo estão ao nível das proporcionadas pelos dois concorrentes. Já a função de zoom não é fluida: é preciso tocar no ecrã para iniciar o movimento do zoom. O regresso à distância focal de base é mais simples.

Apesar de uma componente fotográfica muito desenvolvida, o Nokia Pureview 808 continua a ser um smartphone, cuja principal função é telefonar. Mas os resultados estão à altura das expectativas: a sensibilidade à rede e o som revelam boa qualidade.

Já enquanto smartphone, as capacidades estão completamente ultrapassadas. Este aparelho recorre ao sistema operativo Symbian, que entretanto a Nokia abandonou nos restantes smartphones, pelo que pode esquecer as atualizações das aplicações.

O Nokia Pureview 808 proporciona uma imagem impressionante, mas recorre ao quase ultrapassado sistema Symbian e tem um preço elevado.
O Nokia Pureview 808 proporciona uma imagem impressionante, mas recorre ao quase ultrapassado sistema Symbian e tem um preço elevado.