Primeiras impressões

Panasonic GX1: máquina fotográfica híbrida com lente powerzoom

08 agosto 2012 Arquivado

08 agosto 2012 Arquivado

A novidade da Panasonic GX1 não é tanto a câmara, mas o facto de ser vendida em kit com uma objetiva powerzoom. Como esta é robotizada, deixa de ser necessário mudar a distância focal manualmente. A qualidade das imagens é boa.

Distância focal motorizada

Um zoom robotizado apresenta vantagens e inconvenientes. Entre as primeiras, encontra-se a ausência de anel de zooming, o que torna a objetiva mais compacta, com menos de 3 centímetros de espessura e 6 de diâmetro. O equipamento fica, assim, mais fácil de arrumar.

Esta lente permite também filmar com diferentes distâncias focais sem tremer, pois a velocidade é regulada pelo motor integrado. Mas tem um inconveniente: sem anel para zoom, não é possível mudar a distância focal de repente, para captar fotos inesperadas ou espontâneas.

Destaque para a objetiva powerzoom com apenas 3 cm de espessura (quase os mesmo do corpo da máquina) e 6 de diâmetro.
Destaque para a objetiva powerzoom com apenas 3 cm de espessura (quase os mesmo do corpo da máquina) e 6 de diâmetro.