Primeiras impressões

Nikon Coolpix P900: a máquina fotográfica que vai até à lua

22 julho 2015

Os zooms estão cada vez maiores. O record pertence atualmente à Nikon Coolpix P900, com 83 vezes, o que chega para fotografar a lua. Testámos este modelo, que revelou muito bom desempenho, mas tem preço elevado.

Alternativas mais baratas

Nikon Coolpix P610 e a Panasonic Lumic DMC-FZ72 têm zoom de 60 vezes, asseguram boa qualidade e são substancialmente mais baratas. 

Nikon Coolpix P610
Este aparelho custa entre € 342,71 e € 429, georreferencia as imagens graças à antena de GPS e possibilita a partilha através de Wi-fi com NFC. O estabilizador ajuda a evitar fotos tremidas. O sensor de 1/2.3 polegadas é idêntico ao da Coolpix P900 e assegura imagens com boa qualidade. Grava vídeo em full HD, mas, se a luz escassear, não conte com grande qualidade. O áudio é igualmente medíocre. Como tem dimensões generosas e uma pega rugosa, é prática de manusear.

Panasonic Lumix DMC-FZ72
Com preço entre € 248 e € 349, já conta quase com dois anos no mercado, mas continua a ser uma boa opção para quem não pretende gastar muito. O zoom, de distâncias focais de 20-1200 mm, tem aberturas máximas superiores às das máquinas anteriores. Em grande-angular, abre a f:2.8 e, em tele, a f:5.9. O sensor, embora apresente resolução e dimensões idênticas, permite apenas 3200 de sensibilidade ISO, o que se reflete na qualidade da imagem: as fotos revelam menos nitidez. Já no campeonato do vídeo, este aparelho vence os anteriores. Os filmes têm exposição correta, cores naturais, baixo nível de ruído e boa nitidez. Os menus são fáceis de navegar e os botões físicos estão devidamente colocados.