Primeiras impressões

Droni: diversão a bom preço para crianças e principiantes

21 janeiro 2015 Arquivado

21 janeiro 2015 Arquivado

O drone da Imaginarium tem limitações, mas pode garantir diversão por um preço simpático: 89,95 euros. Nota negativa para a embalagem e o manual de instruções, porque confundem o consumidor com mensagens contraditórias.

Início

Testámos mais um drone, mas este joga numa divisão mais abaixo do que os anteriores modelos em análise. O Droni custa € 89,95, dirige-se a crianças entre os 12 e os 14 anos e vende-se na Imaginarium. No mercado, a alternativa é a Science4you, com um modelo de 79,99 euros.

A nossa primeira análise a dois drones

O Droni é um brinquedo? “Nim”, responde a embalagem. Por um lado, algumas secções da caixa e do manual de instruções referem que o aparelho “não é um brinquedo”. Por outro, a caixa tem o símbolo CE aplicável a brinquedos e alega que “os acumuladores deverão sempre ser carregados sobre a supervisão de um adulto”. Consideramos que existe uma inexplicável contradição na informação que é prestada ao consumidor, uma vez que o produto não tem perigos associados se for utilizado pelas crianças entre os 12 e os 14 anos, com a supervisão de um adulto.

As duas alegações e o símbolo CE são contraditórios. A marca deve melhorar a comunicação na embalagem.
As duas alegações e o símbolo CE são contraditórios. A marca deve melhorar a comunicação na embalagem.
Não há lei específica sobre o uso de drones, mas o seu uso, por crianças ou adultos, tem de respeitar o direito à imagem e à reserva sobre a intimidade da vida privada. É urgente legislar sobre esta matéria. 

No nosso teste, o Droni mostrou limitações no voo e na qualidade das gravações de vídeo.