Notícias

Drones: consumidores escolhem os melhores e os piores

02 maio 2017
teste drones

02 maio 2017
Comprou um drone e precisa de ajuda para começar? Siga as nossas dicas e conheça a experiência dos consumidores.

Início

Regra geral, os consumidores são os últimos a receber a informação sobre os nossos testes. Mas quisemos colocá-los no centro da ação. Em 2015, convidámos 4 consumidores para testar drones connosco. Em breve, divulgaremos os resultados de um teste comparativo a drones em laboratório.

Teste e opinião dos participantes

Escolhemos 6 modelos para uso não profissional, com câmara de alta definição e à venda no mercado nacional: AEE Drone Toruk AP10 (€ 799,99), DJI Phantom 3 Standard (€ 919), Hubsan X4 LED (€ 89), Nincoair Quadrone Max Cam (€ 153,95), Parrot Bebop Drone (€ 499,99) e UDI R/C Drone Discovery HD (113,76 euros).

Tratando-se de um teste feito pelos consumidores, e não por um laboratório que avalia com base em centenas de critérios, focámo-nos no essencial. Analisámos a embalagem e a rotulagem, os manuais, o comando, a qualidade da construção, o desempenho em voo, a qualidade do vídeo e a versatilidade.

O veredicto dos consumidores foi claro: 3 modelos não passam de brinquedos que gravam vídeos. Apesar de apregoarem a gravação em alta definição, a qualidade da imagem é dececionante. Como não têm GPS, os drones são bastante instáveis e não se mantêm no ar por si próprios. Tal não acontece com os outros 3 drones, que são mais evoluídos. Estabilizam sozinhos no ar quando se larga os manípulos do comando e têm uma qualidade de vídeo superior. Podem ser usados para fotografar e filmar uma festa de família, por exemplo. Destes 3 modelos, um foi eleito o preferido por todos os participantes.