Dicas

Sensor mais importante do que pixels

18 setembro 2015

18 setembro 2015

Na qualidade da imagem, o tamanho do sensor pesa mais do que a resolução. Cores mais vivas, contrastes mais marcados e maior profundidade de campo é o que pode render um sensor de maiores dimensões.

O sensor assume nas máquinas digitais a função que a película tem nos modelos analógicos: receber e captar a luz. Mas agora já não há sais de prata que desempenhem a tarefa. Estes foram substituídos por componentes eletrónicos, os chamados fotodíodos. Um bom sensor é a principal arma das máquinas fotográficas contra os telemóveis, seus adversários diretos. 

Uma boa máquina compacta já proporciona fotos com mais qualidade do que as capturadas por um smartphone. A diferença aumenta quando se recorre a sensores de grandes dimensões, presentes nos modelos mais sofisticados. As cores são mais vivas, o contraste entre luz e sombra mais marcado e o ruído é mais reduzido. Resultado: as fotos exibem melhor qualidade.

Tamanho conta
Os nossos testes comparativos deixam claro que um sensor de maiores dimensões contribui para imagens de melhor qualidade. Eis algumas conclusões.

  • Por apresentarem uma superfície mais abrangente, os sensores grandes captam também mais luz.
  • Quanto menos luz incidir no sensor, menos informação haverá para processar na imagem e esta terá menor qualidade.
  • A sensibilidade do sensor é indicada pelo valor ISO. Os valores mais elevados da escala (por exemplo, 12 800) correspondem a uma sensibilidade maior, com capacidade para captar mais luz. 
  • Para conseguir fotos de qualidade, o mais importante é o tamanho do sensor e não o número de megapixels (resolução).
  • Os sensores maiores necessitam de mais espaço no corpo da máquina e exigem uma objetiva maior. Este é um dos motivos por que o equipamento profissional é grande e pesado.

Conversão entre analógico e digital
Os fabricantes usam sensores de diferentes tamanhos nos seus aparelhos. O full frame ou enquadramento total, conhecido também como sensor 35 mm, apresenta 36 x 24 mm, dimensões iguais às da película utilizada pelas máquinas analógicas.


Os sensores têm diversos formatos. O full frame, igual ao da película de 35 mm, é o que garante a melhor qualidade.
Os sensores têm diversos formatos. O full frame, igual ao da película de 35 mm, é o que garante a melhor qualidade.
Todos os valores abaixo implicam um “corte”. Por isso, existe o chamado fator de corte, que permite fazer conversões entre sistemas. Por exemplo, uma objetiva de 35 mm, num aparelho digital com sensor full frame, tem uma distância focal efetiva de 35 mm. Esta mesma objetiva, ao ser usada numa máquina com sensor APS-C, que apresenta um fator de corte de 1.6 x, terá uma distância focal efetiva de 56 mm (35 x 1.6).

Imprimir Enviar por e-mail