Dicas

Quais as máquinas fotográficas mais usadas pelos fotógrafos profissionais?

Tem curiosidade sobre que tipo de máquinas fotográficas, marcas e acessórios são normalmente usados pelos profissionais? Esclarecemos as dúvidas.

Fotografo no estúdio

iStock

O que imagina quando pensa em fotógrafos profissionais? Há quem invoque o imaginário de pessoas às margens de um campo de futebol a erguer máquinas fotográficas decoradas com grandes objetivas. Pode haver quem conceba fotógrafos de viagens equipados com bolsas cheias de equipamentos fotográficos destinados a capturar belas paisagens. Ou a quem o termo lembre as pessoas atrás da câmara numa sessão fotográfica de moda.

A verdade é que existem diversos cenários onde um fotógrafo profissional pode expressar a sua arte, sendo que cada um pode exigir equipamentos e funcionalidades diferentes. Já existem profissionais que, em determinadas situações, recorrem a telemóveis com melhor qualidade fotográfica para capturar as suas fotografias. A técnica do fotógrafo e a capacidade de antever e capturar o momento pode ser mais importante que o equipamento que utiliza.

Quais os equipamentos mais usados pelos fotógrafos profissionais?

Nem todos os segmentos de máquinas fotográficas são populares entre quem faz da fotografia a sua profissão. Durante muito tempo, as reflex foram os modelos mais utilizados, mas, nos últimos anos, as híbridas de gama alta tornaram-se mais populares entre os profissionais.

Os aparelhos full-frame da Sony, da Nikon ou da Panasonic — com preços a partir de 500 euros — são considerados como as ferramentas profissionais mais avançadas. Devido à sua curta distância focal física, ou seja, ao reduzido espaço entre o sensor e o encaixe das lentes, as híbridas tem a vantagem de permitirem reutilizar, com recurso a adaptadores, a maioria das objetivas produzidas a partir da década de 1990. Algumas destas são, ainda, imbatíveis para alguns tipos de cenários mais específicos, apesar do elevado preço que os fotógrafos possam ter pago. 

A máquina fotográfica que cada profissional escolhe depende de muitos fatores, sendo que o mais relevante é a tarefa, ou seja, se diz respeito a fotografia de retratos, de ambientes fechados, de aventura, de desporto, de produtos, entre outros.

Os fotógrafos de desportos tradicionais consideram aspetos como uma elevada velocidade de disparo contínuo e um sistema de rastreamento de focagem rápido e eficaz, enquanto quem regista imagens em primeira pessoa de desportos radicais prefere um modelo que resista ao mau tempo, quedas e poeira.

Os fotógrafos de moda preocupam-se em obter uma resolução de imagem muito alta, porque o seu produto tende a ser impresso em grande escala. Se esta vertente o interessa, saiba que alguns profissionais que a praticam recorrem a máquinas fotográficas de “formato médio”. A fotografia de formato médio vem do tempo do analógico, onde eram usados filmes significativamente maiores do que os de 35 milímetros. 

Um sensor full-frame recria um filme de 35 milímetros (36 milímetros por 24 milímetros) no formato médio, sendo significativamente maior (por exemplo, 54 milímetros por 44 milímetros ou 44 milímetros por 33 milímetros). O sensor maior permite aumentar a resolução, sem sacrificar a sensibilidade à luz de cada foto-recetor do sensor. Isto significa que oferece mais resolução e nitidez, apesar de ser menos popular e, em regra, mais caro que o full-frame.

Quais as marcas preferidas dos fotógrafos profissionais?

Entre os fotógrafos que ganharam o prestigiado prémio da World Press Photo, as marcas Nikon e Canon são muito apreciadas. Mas tenha em conta que muitos destes equipamentos custam mais de 1000 euros. A este valor acresce, provavelmente, mais alguns milhares em lentes adicionais.

Quer apostar na fotografia profissional?

Se apenas tem curiosidade sobre que equipamentos são utilizados pelos profissionais da fotografia, a primeira parte do artigo deverá ter sido esclarecedora. Mas, se a sua intenção for elevar a fotografia a algo mais do que um passatempo, comece por avaliar a sua habilidade e o seu orçamento.

Não esbanje milhares de euros numa máquina fotográfica, se não estiver totalmente convencido de que vai ser necessária. Pode ser indicado começar com um modelo de gama média, que seja bem equipado ao nível das funcionalidades manuais e que ofereça a possibilidade da substituição das lentes de origem, por exemplo. Após aperfeiçoar a sua técnica, pode sempre avaliar a necessidade de substituir o equipamento.

Consulte o nosso comparador de máquinas fotográficas para escolher o modelo mais adequado para as suas necessidades. Veja a nossa seleção de máquinas reflex e híbridas com a melhor relação entre qualidade e preço. São equipamentos com diversas regulações manuais e possibilidade de troca de lentes, pelo que podem ser interessantes para quem quer aprofundar conhecimentos na arte da fotografia.

As nossas recomendações de máquinas fotográficas híbridas e reflex

72 Boa
qualidade
Escolha
acertada
Máquinas fotográficas
a partir de  529,99
SUBSCREVER Já é subscritor? Entrar
65 Boa
qualidade
Escolha
acertada
Máquinas fotográficas
a partir de  359,90
SUBSCREVER Já é subscritor? Entrar
67 Boa
qualidade
Escolha
acertada
Máquinas fotográficas
a partir de  484,61
SUBSCREVER Já é subscritor? Entrar

Se decidir começar por um modelo mais básico, certifique-se de que opta por uma marca que tenha modelos mais avançados que lhe agradem. Assim, quando substituir o seu equipamento, poderá continuar a utilizar acessórios (por exemplo, objetivas), que tenha adquirido ao longo do tempo, na sua máquina fotográfica nova.

Que acessórios usam os fotógrafos profissionais?

As ferramentas de fotografia profissional não se cingem apenas à máquina fotográfica. Um profissional precisa de um conjunto de objetivas que sejam adequadas ao cenário a fotografar.

As objetivas são definidas pelo seu tipo e pela sua distância focal (apresentada em milímetros). Os principais tipos de objetivas são:

  • grande angular: tende a ser utilizada para fotografia de paisagem, permite incluir uma ampla parte do que pretende capturar (por exemplo, paisagem) na fotografia e costuma ter uma distância focal baixa — entre 14 e 35 milímetros.
  • teleobjetiva: costuma ser utilizada para capturar retratos, desportos ou objetos que precisem de ser ampliados. As distâncias focais variam entre 80 e 300 milímetros, mas podem ultrapassar. Quanto maior o número, maior a ampliação da fotografia.
  • standard: é um bom compromisso entre as duas objetivas anteriores e, em regra, faz parte dos kits de máquinas reflex ou híbridas. A distância focal costuma rondar valores entre 35 a 80 milímetros. Se carrega apenas uma lente consigo, esta é uma boa opção para uso geral.

Existem ainda as objetivas olho de peixe (ou fisheye), com uma distância focal menor que a de uma grande angular. Capturam ângulos enormes, mas com forte deformação da imagem. Existem lentes macro para capturar imagens de flores, insetos e outros objetos minúsculos.

Uma objetiva pode ter uma distância focal fixa (por exemplo, 50 milímetros) ou uma faixa de distâncias focais (por exemplo, entre 35 e 80 milímetros). A primeira é ajustada para uma distância focal específica, o que oferece uma melhor qualidade, enquanto a segunda oferece mais versatilidade.

Outros acessórios utilizados por fotógrafos profissionais são: filtros de lente, tampas de lente, kits de limpeza de lentes e de máquinas fotográficas, bolsa para guardar a máquina fotográfica, cartões de memória, sistema de armazenamento confiável (por exemplo, disco rígido portátil, computador ou conta profissional na nuvem), baterias de backup, cabos, flash, refletores, tripé, comando remoto, estabilizador de máquina fotográfica (ou gimbal) ou monitor externo.

Certas ferramentas mencionadas são apenas úteis para os verdadeiros profissionais, mas outras podem ser essenciais para meros entusiastas da fotografia.

Máquina fotográfica analógica ou digital?

O melhor equipamento é aquele que serve melhor as suas necessidades, seja analógico ou digital. Há quem pense que os fotógrafos profissionais privilegiam as máquinas fotográficas analógicas, mas isso nem sempre é verdade. Uma grande parte dos utilizadores que optam por este género fotográfico está inserida num grupo demográfico mais jovem (entre 18 e 35 anos). Como este público cresceu com o digital, a experiência de trabalhar com filme fotográfico trata-se de uma antítese revigorante.

A maioria dos fotógrafos profissionais mudou para o digital, mas há quem ainda seja contratado para utilizar filme fotográfico para efeitos “artísticos”. Por exemplo, muitas pessoas requisitam filme com um aspeto granulado, em preto e branco, para as suas fotografias de casamento. Os fotógrafos profissionais devem utilizar sempre as ferramentas e os equipamentos mais adequados conforme aquilo que for pedido pelo seu cliente.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.