Dicas

Como destacar e desfocar objetos na fotografia

Como regular a profundidade de campo

O modo de prioridade à abertura do diafragma costuma estar identificado pela letra “A” no seletor de modo da máquina fotográfica.

Os valores de abertura do diafragma são designados pelos níveis f (f/2.8, f/3.5, f/5.6...). Quanto menor este valor, maior a abertura da objetiva, logo, maior a quantidade de luz que entra. Cada nível f que sobe implica metade da luz a ser transmitida.

profundidade campo
No seletor de modo, é simples identificar o modo de prioridade à abertura (identificado pela letra “A”). Na lente do aparelho consegue identificar os valores máximos de abertura de diafragma que podem ser usados, neste caso, de f/3.5 a 5.6.


A regulação manual da abertura do diafragma serve para controlar a profundidade de campo, ou seja, a profundidade da imagem enquadrada que quer manter dentro da focagem.

Para que os detalhes no fundo da foto fiquem visíveis, tem de aplicar uma profundidade de campo elevada. O valor de abertura do diafragma deve ser reduzido: a quantidade de luz transmitida diminui, o que provoca um maior tempo de disparo.

Caso esteja num local com bastante luz ambiente, não há problema: mesmo assim, o disparo será rápido o suficiente para o tremor inevitável das mãos não provocar fotos desfocadas.

Com pouca iluminação, pode ter de usar um tripé para evitar que a foto fique tremida ou, em alternativa, aumentar o valor do ISO (influencia a sensibilidade à luz do sensor) para diminuir o tempo de disparo. No entanto, valores muito altos de ISO introduzem ruído nas fotos (semelhante ao grão da fotografia analógica).

Caso o objetivo seja desfocar o fundo e dar destaque ao objeto que está a fotografar, opte pelo valor de abertura do diafragma mais alto possível.

Desfocar o fundo e destacar o objeto principal

Com a regulação manual do valor da abertura do diafragma pode manter os objetos de fundo visíveis ou desfocá-los para dar destaque ao objeto principal:

  • selecione o modo de prioridade à abertura do diafragma;

  • tenha o zoom o mais recolhido possível para conseguir aplicar um maior valor de abertura;

  • defina o valor de f o mais baixo possível (exemplo: f/3.5), o que implica um valor de abertura do diafragma alto e uma pequena profundidade de campo.

profundidade campo

Em cima, o resultado com o recurso a um valor de abertura reduzido (f/32). Em baixo, a mesma cena foi fotografada com um valor de abertura elevado (f/5). Neste caso, a profundidade de campo estreita-se e o objeto que se pretende destacar fica em evidência.

profundidade campo

Em cima, o resultado com o recurso a um valor de abertura reduzido (f/32). Em baixo, o mesmo objeto fotografado com um valor de abertura elevado (f/3.5).  

A regulação do valor de abertura do diafragma está disponível em quase todas as máquinas digitais e em alguns smartphones (apesar de apenas permitirem ajustes mínimos). 

No vídeo abaixo, veja a evolução das imagens de uma abertura mínima de f/32 até ao oposto (f/5.6). O fundo vai ficando cada vez mais desfocado. 

profundidade de campo nas fotos