Notícias

Impressoras: top das mais e menos gastadoras de tinta em manutenção

11 abril 2014 Arquivado

11 abril 2014 Arquivado

Muitas impressoras a jato de tinta desperdiçam mais tinta com tarefas de manutenção do que a imprimir. Ajudamos a evitar o desperdício na escolha do modelo.

Início

Quem tem uma impressora sabe que os custos com a tinta são muito mais significativos do que o valor gasto na compra do aparelho. Mas os utilizadores desconhecem que muita da tinta extraordinariamente cara é desperdiçada em tarefas de manutenção, sobretudo no procedimento automático de limpeza de cabeças de impressão.

Foi esta a descoberta dos nossos especialistas após investigações em laboratório. O problema ocorre quando se utiliza a impressora de forma intermitente ou esporádica para imprimir poucas páginas de cada vez. A limpeza das cabeças é essencial para as impressoras jato de tinta manterem uma boa qualidade. Contudo, muitas impressoras acusam alguma sede de tinta nesta tarefa. E muitas gastam mais tinta em “limpeza” do que aquela que é usada para imprimir e acaba por ser depositada no papel.

O nosso teste ajuda a escolher sem desperdício. Apesar das diferenças enormes de custos, na loja é impossível saber qual é a impressora com a utilização mais económica. Os fabricantes anunciam o número de páginas que pode imprimir com um conjunto de cartuchos, mas o valor é calculado para uma impressão em contínuo sem interrupção e nada indicam sobre a tinta desperdiçada.

Para acabar com este abuso e dar respostas ao consumidor, mudámos no último ano o programa de testes. Além do custo por página para utilização em contínuo, calculamos o desperdício de tinta com limpeza de cabeças quando se imprimem poucas páginas de cada vez. No final, a maioria revelou um desperdício considerável. Dos 43 modelos, 13 desperdiçam mais tinta com tarefas de manutenção do que a imprimir de verdade.

As campeãs do desperdício: pode riscá-las da lista de compras.
As campeãs do desperdício: pode riscá-las da lista de compras.