Dicas

Como proteger a rede doméstica

08 maio 2020
Três pessoas a utilizar computadores numa rede doméstica.

Uma rede doméstica pouco segura é um perigo, até para a sua empresa se está em teletrabalho. Saiba como minimizar os riscos de forma rápida e gratuita.

A segurança da casa é uma preocupação que a maior parte das pessoas tem e na qual está disposta a fazer investimentos: uma fechadura melhor, uma porta mais resistente ou um sistema de alarme. Esquecemo-nos, no entanto, que há outras formas de aceder à nossa casa, sem ser de forma física e com prejuízos que podem ser tão ou mais elevados.

A rede doméstica é, geralmente, o acesso mais fácil e com menos consequências para quem quer entrar indevidamente em sua casa. Quando não existem os cuidados de segurança básicos, em poucos minutos os hackers conseguem entrar na sua rede doméstica e comprometer computadores e dispositivos conectados, informação pessoal e de trabalho e, até, a própria ligação à internet. Se está em teletrabalho, a sua empresa também pode ser afetada.

A fragilidade da segurança de uma rede doméstica é facilmente identificável por alguém mal intencionado. Mas também há boas notícias: ao contrário da segurança física da casa, proteger uma rede doméstica é rápido e gratuito. Basta adotar algumas medidas de segurança.

1. Mude a password e o nome da rede wi-fi e do router

Os routers vêm configurados por defeito com o nome da rede wi-fi, também denominado SSID (Service Set IDentifier), e a respetiva password. É imperativo que sejam alterados logo que possível. O nome (SSID) inicial da rede wi-fi dá aos hackers informação sobre a operadora e o router instalado, permitindo depois obter a password através da Internet ou recorrendo a aplicações específicas.

Para a alteração do SSID tem 32 carateres e pode mesmo optar por uma pequena frase, mas não inclua os nome do fornecedor, router, nome dos residentes ou morada.

A password é, por vezes, alterada pelo técnico da operadora na altura da instalação, mas volte a alterá-la para ser o único a conhecê-la. Use passwords com termos fáceis de memorizar e que também incluam números e carateres especiais, para dificultar o trabalho dos hackers.

Os routers mais recentes dos operadores podem ser configurados através de aplicações no telemóvel: MEO Smart WiFi (MEO), SmartRouter (Vodafone) e NOS NET (NOS).

Como exemplo, mostramos o procedimento para mudar o nome e a password das redes wi-fi com a aplicação MEO Smart WiFi, se o serviço for MEO e tiver instalado o router FiberGateway.  

Para mudar a password e o nome da sua rede wi-fi entre na aplicação, selecione "Configuração wi-fi" e escolha a banda de frequência da rede wi-fi pretendida: redes 2,4 GHz ou redes 5 GHz. Clique depois em "Editar", altere o nome e a password e finalize selecionando "Confirmar".

print screen 1
A password e o nome da rede wi-fi podem ser alterados na aplicação no telemóvel, como neste caso da MEO Smart WiFi (MEO).

Os routers, quando novos, por norma apresentam credenciais de acesso (utilizador e password) idênticas na mesma operadora, marca ou modelo e que também é importante que sejam prontamente alteradas. Caso não o faça, quem conseguir ligar-se à sua rede tem também o caminho aberto para aceder a todas as configurações do router, inclusive às de segurança. Os hackers podem, assim, anular as defesas da sua ligação de internet e causar danos consideráveis.

Para determinados routers de operadores só é possível alterar a password e não o nome do utilizador. Guarde bem a nova password para que não fique impedido de entrar no router.

Para mudar a password do router, também tendo como exemplo o router FiberGateway da MEO, entre na aplicação, selecione "Perfil" e depois clique em "Editar". O nome do utilizador é meo e não pode ser alterado. Para alterar a palavra-passe, introduza a password original, a nova palavra-passe e repita a nova palavra-passe. Clique em "Confirmar" para finalizar e guarde muito bem a nova palavra-passe, pois a sua recuperação é difícil.

print screen 3print screen 4
Ao alterar a password do router, guarde bem os dados novos que introduzir para o caso de ser necessário utilizá-los mais tarde.

2. Use o modo de segurança adequado

Para segurança das suas redes wi-fi, assegure-se de que durante a configuração é selecionado o protocolo de segurança mais eficaz. Este evita que terceiros se possam conectar à sua rede sem fios, mas também realiza a criptografia dos seus dados privados enviados através das ondas eletromagnéticas. Os principais protocolos de segurança são WEP (Wired Equivalent Privacy), WPA (Wi-Fi Protected Access) e WPA2 (Wi-Fi Protected Access II).

O WEP é o mais antigo e é uma técnica obsoleta que pode ser pirateada em poucos segundos, pelo que deverá ser evitada. O WPA, apesar de melhor, também é considerado vulnerável à intrusão. A escolha deverá ser o WPA2, que, embora não seja perfeito, é considerado o que mais garantias de segurança oferece. Se o seu router não disponibiliza este protocolo, deverá solicitar ao seu fornecedor de serviço de internet a troca por um aparelho mais recente. É provável que tentem cobrar-lhe por isso ou tentem atualizar a fidelização, no entanto, se o router só tiver a possibilidade de utilizar o WEP, que é obsoleto, o fornecedor deve fazer a troca sem cobrar e sem mexer no contrato de fidelização.

Algumas configurações podem não estar acessíveis através das aplicações dos routers e terão de ser feitas de forma tradicional, ou seja, digitando o endereço de IP do router no browser do computador ou dispositivo móvel.

No caso do router FiberGateway da MEO, que estamos a dar como exemplo, para usar o modo de segurança adequado deve aceder às configurações do wi-fi e clicar em "Editar". Escolha a rede wi-fi pretendida e em "Autenticação de rede" escolha WPA2. Para gravar a alteração selecione "guardar".

print screen 5
Para garantir a segurança das suas redes wi-fi deve selecionar o protocolo de segurança mais eficaz durante a configuração.

3. Crie redes wi-fi separadas

Quando vários computadores e dispositivos estão ligados à mesma rede doméstica, basta que um seja infetado para o malware se espalhar pelos restantes, nomeadamente através de ficheiros ou dispositivos partilhados. Por isso, é aconselhável tomar uma medida adicional de segurança, que consiste em separar computadores e dispositivos.

Este procedimento permite, por exemplo, isolar computadores de trabalho ou criar uma rede própria para as crianças, que são mais propensas a comportamentos de risco, como, por exemplo, a execução de arquivos desconhecidos da internet ou recebidos por e-mail. 

A maioria dos routers permite criar a Rede Guest (ou rede para convidados). Caso tenha um router de banda dupla (2.4GHz e 5GHz), já dispõe, à partida, de duas redes que poderá usar para esse fim. Tenha, no entanto, em conta que a rede 5GHz, apesar de mais rápida, tem uma cobertura mais limitada.

Para criar redes wi-fi separadas, use a Rede Guest, selecione "Configuração wi-fi" e verifique em Rede Guest se a opção "Ativar Rede" está ligada. Caso não esteja, selecione "Editar", ligue "Ativar Rede" e carregue em "Confirmar".

print screen 2
Pode criar redes separadas, ativando a Rede Guest, na aplicação do telemóvel (neste caso, da MEO Smart WiFi).

4. Oculte o nome de uma rede wi-fi

É possível ocultar o nome de uma rede wi-fi, para tornar a sua deteção e acesso mais difícil. Depois, para aceder à rede pela primeira vez, é necessário saber o seu nome e digitá-lo. 

Esta configuração, no caso do router FiberGateway da MEO, não está disponível via aplicação e terá de ser realizada de forma tradicional, ou seja, digitando o endereço de IP do router no browser do computador ou no dispositivo móvel. Depois de aceder ao router, selecione as configurações do wi-fi e clique em "Editar". Escolha a rede wi-fi pretendida e em "Anunciar rede" escolha "off". Para gravar a alteração selecione "guardar".

print screen 6
Nas configurações também é possível ocultar o nome da rede wi-fi para maior segurança.

5. Ligue um cabo de rede, quando possível

Sempre que estiver a utilizar um computador perto do router ou de uma tomada de rede ligada ao router, opte por fazer a ligação através de um cabo Ethernet. Além de permitir uma ligação mais estável e rápida, também é mais seguro. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós