Pandemia: mais lixo e plástico de utilização única, alertam cientistas

Estudos da Universidade de Aveiro revelam um aumento considerável de resíduos no ambiente

Uma equipa da Universidade de Aveiro, em conjunto com cientistas das universidades de Dalhousie (Canadá), Beijing Normal (China) e do Instituto de Diagnóstico Ambiental e Estudos da Água (Espanha) lançou o alerta: com a pandemia, produzimos mais lixo e houve um recuo significativo na reciclagem dos plásticos em muitas zonas do mundo.

O uso generalizado dos materiais de proteção contra o contágio por covid-19, como máscaras e luvas descartáveis, fundamentais para a saúde pública, podem reverter em prejuízo para o ambiente. Segundo dados noticiados recentemente, terão sido vendidas em Portugal 90 milhões de máscaras entre março e setembro. Cedo se verificou que estes materiais foram muitas vezes descartados de forma negligente no espaço público, com consequências quer ao nível da gestão de resíduos como de contaminação do meio ambiente.

Ana Luísa Silva e Joana Prata, duas das autoras de três estudos que avaliam este impacto, estimam números alarmantes para a quantidade de materiais de proteção necessários para a população do globo: são necessárias mensalmente 129 mil milhões de máscaras e 65 mil milhões de luvas. E as autoras não contabilizaram batas descartáveis e outros materiais.

Por outro lado, o estado de confinamento significou um aumento da compra de produtos embalados, na maioria das vezes em plástico e de maior validade. Isso acabou por significar um recuo considerável no esforço de redução das quantidades de plástico de utilização única que se ia verificando em anos mais recentes. Os autores lançam algumas recomendações para conter a pegada ecológica causada pela pandemia: uma melhor gestão municipal de resíduos, ou o estabelecimento de padrões de segurança mais apertados para a produção e consumo dos plásticos, entre outras soluções. As medidas que agora forem adotadas poderão servir para nos guiar em situações inesperadas no futuro, concluem.

×
Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.

A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela DECO PROTESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Saber Mais