#ExijoForaDaCaixa

produtos embalados fundo com icons

Como reduzir o excesso de embalagem? Clique aqui

Junte-se aos

que apoiaram esta causa

O excesso de embalagem dos produtos agrava o consumo de recursos naturais e gera mais desperdício. Vamos pressionar o Governo e trabalhar com as marcas para reduzir as embalagens desnecessárias.

CONTRIBUA PARA A SUSTENTABILIDADE DO NOSSO PLANETA

Para participar nesta ação, registe-se gratuitamente no portal Mais Sustentabilidade.

Ao registar-se, torna-se Simpatizante da DECO PROTESTE e apoia as nossas causas de interesse público.

PORQUÊ
ACABAR

COM O SOBRE
-EMBALAMENTO?

DIMINUIR A QUANTIDADE DE RESÍDUOS

Vários produtos dispensam segundas embalagens, como a fruta, os legumes ou até mesmo a pasta de dentes. Ao evitarmos o excesso de embalagem, também conhecido como sobre-embalamento, estamos a reduzir a quantidade de resíduos.

PRESERVAR O PLANETA

Ao reduzirmos a quantidade de embalagens, estamos a preservar os ecossistemas e os recursos naturais que seriam usados para produzir matérias-primas como o papel, o plástico ou o metal. Logo, estamos a contribuir diretamente para a preservação do planeta.

REDUZIR CUSTOS

Quanto menos embalagem, menos espaço o produto ocupa, por exemplo, no camião de transporte ou no armazém do supermercado. Logo, maiores quantidades podem ser transportadas e armazenadas ao mesmo tempo, podendo contribuir para reduzir os custos do produto da origem até à venda. Estes ganhos podem – e devem – refletir-se numa descida do preço de venda para o consumidor. Além disso, haverá também uma redução dos impactos ambientais associados ao transporte.

1050 TONELADAS de embalagens desnecessárias

Fomos às compras e mostramos em vídeo as embalagens que foram logo para o lixo


Se todas as famílias portuguesas comprarem, pelo menos uma vez, um cabaz com produtos sobre-embalados, vão dar origem a 1050 toneladas de embalagens desnecessárias. Equivale ao peso de 175 elefantes.

Trata-se de uma estimativa conservadora, pois vamos às compras várias vezes por mês e muitos produtos têm excesso de embalagem. Às vezes a mesma marca disponibiliza o mesmo produto de duas formas: com e sem embalagem em excesso.

 

Conheça alguns exemplos distribuídos por 13 categorias:

  • Produtos pré-cortados
  • Frutas e legumes frescos
  • Iogurtes sólidos
  • Conservas
  • Livros
  • Loções corporais
  • Saquetas de chá
  • Molhos em garrafa
  • Eletrónica
  • Champôs cosméticos
  • Pasta dos dentes
  • Desodorizantes
  • Protetores solares
mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo mau exemplo
bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo bom exemplo

#ExijoForaDaCaixa

Mostre ao Governo que apoia esta causa!

Partilhe connosco os casos de sobre-embalamento que encontra nas compras do dia-a-dia.

Fotografe produtos com excesso de embalagem e envie-nos a imagem, para avaliarmos se é mesmo sobre-embalado. Estes exemplos facilitarão o trabalho de construir novas soluções com as marcas e poderão ser incluídos como novas categorias nesta campanha.

Para nos enviar a sua imagem, ou .

10 soluções para mudar o mercado

1

Trabalhar com as marcas para que otimizem a forma como incluem a informação obrigatória no seu produto. Por exemplo, colocar essa informação na embalagem primária ou em rótulos desdobráveis colados a ela.

2

Sempre que possível, vamos exigir que se elimine o embalamento de frutas e vegetais frescos, para diminuir os resíduos e evitar o desperdício.

3

Otimizar os produtos em embalagens grupadas ou multipack  (como iogurtes ou bebidas), criando ligações mínimas entre cada embalagem individual, de modo a reduzir a quantidade de plástico ou cartão.

4

Eliminar a utilização de embalagens secundárias em produtos em que não há qualquer valor acrescentado.

5

Banir progressivamente as embalagens que recorram ao uso de diferentes tipos de materiais (por exemplo, embalagens que misturam plástico e papel, como as pen drives e fones). Os produtores deverão optar por embalagens feitas de apenas um material, para facilitar a sua reciclagem.

6

Uniformizar o tipo de embalagens colocadas no mercado, cumprindo as normas de ecodesign definidas para cada tipo de produto, de modo a assegurar que não são usados materiais com impacto negativo na triagem e reciclagem.

7

Adaptar a capacidade de embalagem à quantidade/volume de produto embalado, exceto nas situações em que, de forma comprovada, seja necessária uma embalagem extra para efeitos de conservação.

8

Possibilitar a venda a granel de produtos sem necessidades especiais de conservação (por exemplo, produtos de limpeza e alimentos como café em grão e leguminosas secas).

9

Promover a reutilização de embalagens secundárias e terciárias ao nível do transporte e armazenamento, sempre que for possível.

10

Definir limites mínimos para incorporar material reciclado na produção de embalagens, exceto quando a conservação do produto não o permita.

Casca de banana

Reduzir, reutilizar e reciclar.

Já conhece os cinco Rs da sustentabilidade?

Saiba tudo sobre os nossos Webinares Consumo Sustentável, e descubra a pegada ecológica das suas escolhas diárias.