Notícias

Seguradora Açoreana obrigada a pagar cirurgia

19 outubro 2016
Seguradora Açoreana obrigada a pagar cirurgia

19 outubro 2016
Quando é preciso uma cirurgia de urgência, não é razoável esperar pela autorização da seguradora. Saiba como o nosso leitor Cândido Granjo resolveu o seu caso.

O nosso associado Cândido Granjo acionou o seguro de saúde da Açoreana para ser reembolsado dos custos da cirurgia de urgência a que o filho foi submetido. O problema surgiu depois de um jogo de futebol com amigos, altura em que o filho de Cândido começou a perder a visão. Seguiu-se a consulta a um médico oftalmologista, que diagnosticou o descolamento da retina e ordenou uma cirurgia de urgência.

A urgência do caso não deu tempo para que Cândido pedisse a pré-autorização à companhia de seguros, um procedimento habitual quando estão em causa cirurgias. Mais tarde, quando pediu o reembolso das despesas, a seguradora recusou-se a pagar, ignorando o relatório médico, que refere uma lesão traumática, resultante de um acidente.

A Açoreana alegou que o problema de saúde não decorre de um acidente, a única situação não coberta nas condições gerais da apólice para uma possível hospitalização. Mas o descolamento da retina, neste caso, é um episódio de natureza traumática resultante de um acidente, tal como definido nas condições gerais do seguro.

Cândido pediu ajuda aos nossos especialistas e a reapreciação do caso. Contactámos a seguradora e reforçámos a posição do associado. A Açoreana acabou por reconhecer a legitimidade do pedido e devolveu o dinheiro.

Se tiver um conflito, apresente a sua queixa na plataforma Reclamar do nosso site. Além de encontrar casos semelhantes que podem ajudar a resolver a situação, também é possível pedir o conselho dos nossos especialistas.

 


Imprimir Enviar por e-mail