Notícias

Cartão ou seguro de saúde: qual o mais indicado para si?

01 janeiro 2016
seguro de saude

01 janeiro 2016

Se não tem restrições orçamentais, à partida, fica mais bem servido com um seguro. Os cartões são uma alternativa mais barata para quem quer ir ao privado, mas poucos cobrem internamento e a sua utilidade é reduzida se vive fora dos grandes centros urbanos.

Início

Para a maioria dos consumidores, a escolha entre um cartão e um seguro de saúde está sobretudo dependente do custo – um argumento mais do que válido. Ainda assim, não é o único. 

Os cartões de saúde são quase sempre mais baratos, mas não substituem os seguros. Além disso, arrisca-se a comprar um e verificar, mais tarde, que pouca utilização lhe pode dar, por não haver médicos nem serviços na sua zona de residência com os quais o cartão tenha acordo.

O seguro também não é a melhor solução para todos os casos. Mesmo que o preço não seja um entrave para si, se pretende apenas fazer tratamentos dentários, subscrever um seguro de saúde pode não compensar.

Antes de decidir, veja qual o seu perfil no nosso esquema e compare os pontos fortes e fracos de cada opção.


Imprimir Enviar por e-mail