Notícias

Medicamentos: falsificação mais difícil

16 maio 2011 Arquivado

16 maio 2011 Arquivado

A diretiva europeia sobre contrafação de medicamentos, aprovada em abril, inclui as exigências da DECO e de outras associações europeias de consumidores.

Pressionámos sobretudo para estender as regras à venda online. Assim, as farmácias autorizadas a vender na Internet devem exibir um logo reconhecível ao nível europeu, para maior confiança dos consumidores.

Os responsáveis técnicos têm de ser identificados nos sítios e os medicamentos sujeitos a receita médica só podem ser dispensados após a receção desta.

A diretiva obriga ainda as autoridades nacionais a divulgar alertas sobre os riscos de comprar na Net, em sítios não autorizados.

A diretiva aplica-se a todos os medicamentos sujeitos a receita médica e aos de venda livre que apresentem risco de falsificação. O principal objetivo é seguir o fármaco desde a produção até à venda, para evitar a entrada de falsificações no mercado.


Imprimir Enviar por e-mail