Notícias

Ácido fólico: comece 2 meses antes de suspender a contraceção

17 junho 2017
Medicamentos a tomar e evitar durante a gravidez

17 junho 2017
A maioria das mulheres começa a tomar ácido fólico no primeiro trimestre da gravidez. Mas devem iniciar mais cedo, para não comprometer a eficácia da vitamina e evitar malformações congénitas no bebé.

O ácido fólico é uma vitamina de que todos precisamos e que o organismo utiliza para produzir novas células. Na gravidez, ajuda a prevenir os defeitos do tubo neural, a estrutura embrionária que dá origem ao cérebro e à medula espinhal. Esses defeitos podem provocar malformações no bebé e originar doenças como a espinha bífida, a anencefalia, entre outras. 

A formação do tubo neural termina antes do final do primeiro mês de vida do embrião. As mulheres devem tomar ácido fólico antes de engravidar para prevenir defeitos nessa estrutura. A ingestão deve iniciar, no mínimo, 2 meses antes de ser interrompida a contraceção, em simultâneo com a realização da consulta preconcecional. Devem ser ingeridos 400 microgramas todos os dias, até ao final do primeiro trimestre da gravidez.

O ácido fólico também existe nalguns alimentos, como os frutos secos, feijões, nabiças e espinafres. A maioria das pessoas consegue obter a vitamina através da alimentação variada e equilibrada. Mas, durante a gravidez, o organismo precisa de maiores quantidades, por causa da rápida divisão celular no feto e do aumento de perdas urinárias. Daí a necessidade de as futuras gestantes tomarem o suplemento e prevenirem malformações congenénitas e eventuais carências.


Imprimir Enviar por e-mail