Dossiês

Deixar de fumar com medicamentos e outras estratégias

17 novembro 2020
deixar fumar

Exercício físico, alimentação equilibrada e autocontrolo são algumas das chaves para conseguir deixar de fumar. Mas há medicamentos que podem ajudar. Conheça as estratégias para ser bem-sucedido.

Medicamentos diminuem abstinência

O bupropiom (Zyban) é um antidepressivo que reduz os sintomas de abstinência e o desejo compulsivo de fumar e pode ajudar a limitar o aumento de peso associado ao abandono do tabaco. Para obter melhores resultados, este tratamento deve ser iniciado uma a duas semanas antes de deixar de fumar. As reações adversas mais frequentes do bupropiom são a insónia e a secura da boca. Este medicamento só pode ser vendido mediante receita médica.

A vareniclina (Champix) interfere com os recetores de nicotina no cérebro e reduz a urgência de fumar, os sintomas de abstinência e a sensação de satisfação associada ao fumo do cigarro. De acordo com alguns estudos científicos, as taxas de abstinência com a vareniclina são superiores às conseguidas com os substitutos de nicotina e o bupropiom. O tratamento deve ser iniciado 7 a 14 dias antes do dia da cessação tabágica. Os efeitos secundários mais comuns são náuseas, cefaleias, insónia e pesadelos, que desaparecem com a continuação do tratamento. O Champix é um medicamento sujeito a receita médica e é comparticipado pelo Estado em 37 por cento.