Notícias

Direitos dos pacientes: portugueses não se sentem protegidos

22 julho 2016
Muitos dos participantes no nosso inquérito queixam-se dos serviços de saúde e 9 em cada 10 afirmam que fariam queixa em caso de erro ou de negligência médica. Mas poucos passam à ação, por considerarem que de nada adianta.

22 julho 2016
Muitos dos participantes no nosso inquérito queixam-se dos serviços de saúde e 9 em cada 10 afirmam que fariam queixa em caso de erro ou de negligência médica. Mas poucos passam à ação, por considerarem que de nada adianta.

Início

Estar bem informado é o primeiro passo para que os cidadãos intervenham nas decisões sobre os tratamentos e a sua saúde: melhora a relação com o médico, a qualidade dos serviços e, potencialmente, diminui os erros. Apesar disso, apenas 18% dos participantes no nosso estudo consideram estar bem informados sobre os seus direitos e deveres. Em novembro de 2015, enviámos um inquérito a portugueses entre os 30 e os 79 anos para averiguar opiniões e experiências sobre os direitos dos doentes. As 1274 respostas válidas que recebemos foram ponderadas para manter a proporcionalidade da população no que toca a idade, sexo, localidade e educação.

Imprimir Enviar por e-mail