Notícias

Suplementos alimentares para desportistas: conheça os efeitos

Cafeína, proteína, quercetina ou sinefrina: muitos desportistas utilizam suplementos alimentares para aumentar o rendimento. Como não estão isentos de efeitos secundários, a alimentação equilibrada é a melhor opção.

  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
03 agosto 2018
  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
suplementos para desportistas

iStock

A atividade física tem efeitos comprovados no combate ao excesso de peso, à hipertensão ou à depressão. Cada vez mais pessoas recorrem ao exercício físico como forma de vida saudável e muitas delas tomam suplementos alimentares para acelerar a recuperação muscular e aumentar o rendimento.

Em Portugal, de acordo com um estudo realizado em 2016, os suplementos mais usados por desportistas são os multivitamínicos/ multiminerais, as bebidas desportivas, o magnésio e a proteína. Os suplementos alimentares multivitamínicos, multiminerais ou que contenham micronutrientes individualmente só beneficiarão o rendimento desportivo se corrigirem alguma carência nutricional ou desequilíbrio alimentar. Na maioria das vezes, os atletas que os utilizam seguem uma boa alimentação e, por isso, têm menor propensão para sofrer de carência de nutrientes.

Há também que ter em conta que os suplementos não são controlados de forma tão rigorosa quanto os medicamentos. O uso inapropriado destes produtos pode ter consequências para a saúde, sem qualquer benefício. Conheça os efeitos secundários que podem ocorrer com alguns deles.

Cafeína

A cafeína utiliza-se no desporto, sobretudo, para melhorar a resistência e o desempenho. Dependendo da dose e da sensibilidade individual, pode causar aumento da pressão arterial, provocar arritmias, irritabilidade, insónias e problemas gastrointestinais.

Proteína

O consumo excessivo de proteína pode agravar problemas renais já existentes e aumentar o risco de osteoporose. Considerando o rendimento desportivo, uma ingestão proteica superior à recomendada poderá ter um impacto negativo se a ingestão proteica em excesso é conseguida através de uma diminuição de ingestão dos hidratos de carbono, o que parece acontecer em muitos casos.

Quercetina

A quercetina é um flavonoide que se encontra em muitos tipos de frutas e vegetais. É adicionado a suplementos alimentares específicos com o intuito de fortalecer o sistema imunitário. Em determinadas doses pode interagir com alguns medicamentos (como alguns antibióticos) e afectar a sua biodisponibilidade e eficácia.

Sinefrina

A sinefrina é uma substância encontrada nos citrinos, anunciada como promotora do emagrecimento. Encontra-se em certos suplementos alimentares, muitas vezes combinada com cafeína e outros estimulantes. Diariamente, os consumidores ingerem cerca de 6,7 mg desta substância através da alimentação. Consumida em doses maiores (como acontece em alguns suplementos alimentares) pode levar ao aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca e provocar arritmia ou ataques cardíacos. Os efeitos secundários ocorrem, sobretudo, em combinação com cafeína durante ou após a atividade física.

Suplementos só com acompanhamento

Uma dieta saudável e equilibrada, adequada à prática desportiva e que inclua todos os grupos de alimentos, é suficiente para satisfazer as necessidades nutricionais na maior parte dos casos. É também mais segura e menos dispendiosa. Veja os nossos conselhos na plataforma FitMap

No caso de alguns desportos de alta competição, dependendo de fatores como o tipo de desporto e de treino, o stresse ou a época do ano, os suplementos alimentares podem fazer sentido. No entanto, antes de avançar para a suplementação, consulte um profissional de saúde, como um nutricionista. Deve também recorrer a estes profissionais para saber quais as combinações de alimentos que mais se adequam às suas necessidades.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.


Imprimir Enviar por e-mail