Notícias

Este exercício é dedicado ao seu cérebro

16 fevereiro 2017
exercício físico contra demência

16 fevereiro 2017
Mais do que manter um corpo saudável, praticar exercício físico pode ter um efeito a longo prazo no cérebro e reduzir o risco de problemas associados ao envelhecimento, como a demência e a diminuição do volume cerebral.

Quem faz exercício físico não hesita em enumerar os benefícios que a prática traz para a saúde: reduz a massa gorda e aumenta a massa muscular, ajuda a manter um peso saudável e melhora a capacidade cardiovascular. Além disso, são também conhecidos os argumentos de que ajuda a libertar do stresse, diminui os níveis de ansiedade e ajuda a concentração. O que não se sabia era que estas mais-valias tinham influência a longo prazo na saúde mental.

Comece já a treinar em FitMap

Dois estudos demonstraram uma relação proporcional entre a atividade física moderada praticada a partir da meia idade e o volume do cérebro duas décadas depois.

Os investigadores constataram que naqueles que não praticavam exercícios cardiovasculares com regularidade nem mantinham a pressão arterial e os batimentos cardíacos dentro dos valores recomendados o processo de encolhimento do cérebro, em consequência do envelhecimento, era mais acentuado, provavelmente devido a uma pior circulação sanguínea e oxigenação.

Os estudos concluíram ainda que uma atividade física reduzida é um risco acrescido para o aparecimento de problemas de demência nas pessoas mais velhas. As nossas opções ao longo da vida no que diz respeito à saúde e ao estilo de vida podem ter consequências muitos anos mais tarde.

Se faz parte do grupo de pessoas que incluiu na lista de resoluções de 2017 a adoção de um estilo de vida saudável, com a prática regular de desporto, tem agora uma motivação extra para dar início ao seu programa de exercícios. Na plataforma FitMap, indicamos todos os benefícios, locais para treinar e como desafiar amigos.