Notícias

Como escolher o personal trainer

13 outubro 2017
Personal trainer

13 outubro 2017
Antes de contratar um personal trainer, saiba como avaliar o profissional. Quem já o fez destaca a empatia e a disponibilidade como as características que mais pesam na escolha. 
 

Ter um plano de treino adaptado e contar com alguém ao seu lado para motivar e corrigir os exercícios são as principais vantagens que os praticantes veem no personal trainer (PT), figura que assume cada vez maior relevância na área da saúde e do bem-estar.

Com adeptos de todas as idades, este tipo de acompanhamento ajuda a manter o foco nos objetivos, permite fazer corretamente os exercícios e, sobretudo, incentiva o praticante a não desistir.

A maioria dos ginásios dispõe do serviço de PT, mas também existem treinadores que dão aulas, por exemplo, ao ar livre ou em casa de quem os contrata. Cada sessão de meia hora pode custar, em média, 25 euros, e de uma hora, 35 euros. Nalguns casos, o treinador aceita acompanhar sessões conjuntas para dois ou, no máximo, três alunos, com valores individuais mais baixos.

Num estudo nosso (focus group) com praticantes de exercício físico, estes concordaram que a escolha do treinador é influenciada pela opinião de amigos ou conhecidos, mas indicaram que a empatia e a disponibilidade demonstrada pelo profissional também pesam bastante. Nalguns casos, a possibilidade de praticar atividade em espaços ao ar livre ajudou na decisão, mas não foi determinante.

Para conhecer o seu treinador

Se vai contratar um personal trainer (PT), convém perceber se tem habilitação para o exercício da profissão e se a sua forma de estar e trabalhar lhe agradam. A lista de questões que se seguem pode ajudá-lo a conhecer melhor o profissional.

  1. Há quanto tempo trabalha como personal trainer?
  2. Que qualificações tem?
  3. Que tipo de pessoas acompanha?
  4. Como ajuda a obter resultados? 
  5. Qual é sua disponibilidade? Não se contente com uma resposta: “Estou disponível de acordo com as suas necessidades”.
  6. Faz avaliação prévia? Quanto custa?
  7. Que tipo de exercícios propõe? Onde são feitos os treinos?
  8. Quanto custa cada sessão? Há um preço especial por pacote? Qual a duração?
  9. Se o treino for feito num ginásio, pergunte o valor da inscrição e da mensalidade.

Desconfie, se o profissional tiver uma das seguintes atitudes:

  • não mostrar as qualificações quando solicitadas, não der referências e não conhecer ninguém que tenha recorrido aos seus serviços;
  • insistir para que compre um pacote de sessões antes de experimentar o serviço ou, no decorrer das aulas, para que adquira suplementos alimentares;
  • prescrever dietas. O PT pode fazer acompanhamento nutricional, mas o plano alimentar deve ser elaborado por um nutricionista ou um dietista.
 

Imprimir Enviar por e-mail