Dicas

Problemas nos tendões: dicas para prevenir e tratar

11 agosto 2017
Tendinopatias

11 agosto 2017
A maioria das lesões passa com gelo, repouso e analgésicos. Se estas não melhorarem em algumas semanas ou se interferirem nas atividades diárias, marque consulta.

Início

Um trauma ou um uso excessivo e repetitivo de um tendão podem originar uma lesão, causando dor, inchaço ou redução da mobilidade e da força. Poderá haver uma inflamação do tendão, isto é, uma tendinite, mas, na maioria dos casos, o problema é degenerativo e crónico. Embora habitualmente seja usado o termo “tendinite” para designar lesões nos tendões, “tendinopatia” é a forma mais correta, uma vez que nem sempre envolve inflamação.

As tendinopatias, frequentes nos desportistas, mas que também surgem em indivíduos sedentários, podem afetar qualquer tendão, seja do ombro, do cotovelo, do joelho ou do calcanhar. Metade dos jogadores de ténis, por exemplo, sofre de epicondilose lateral, que corresponde a uma dor localizada na parte exterior do cotovelo, daí este problema ser justamente conhecido como “cotovelo do tenista”. 

A maioria das tendinopatias gera dor, que piora com o movimento, além de redução da mobilidade e da força. Podem surgir devido a um movimento violento (por exemplo, um salto brusco a jogar basquetebol). Ou também podem manifestar-se após um esforço prolongado e repetitivo, como na corrida.