Notícias

Aspirina em caso de suspeita de ataque cardíaco?

O comunicado, supostamente em nome do Hospital de Santa Maria (Lisboa), circula há algum tempo na net. Saiba o que fazer em caso de suspeita de ataque cardíaco. 

  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Filipa Rendo
09 janeiro 2020
  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Ricardo Nabais e Filipa Rendo
pessoa com dor no peito por causa de ataque cardíaco

iStock

A mensagem é alarmista e até seria bom motivo para rir, não fosse o risco de haver quem esteja disponível para acreditar nela. A falta do logotipo do hospital no cabeçalho e a linguagem demasiado apelativa são sinais de alerta.

O autor aconselha, em nome do Hospital de Santa Maria (Lisboa), “como usar a aspirina no ataque cardíaco, em caso de emergência” e enumera “sinais” deste problema, dizendo que “60% das pessoas que tiveram um ataque cardíaco enquanto dormiam já não se levantaram”. Bastaria chegar a este ponto para apagar a mensagem, mas o tom continua: “Porém, a dor no peito pode acordá-lo de um sono profundo. Se assim for, dissolva imediatamente duas aspirinas na boca e engula-as com um pouco de água.” 

hospital santa maria

Existem vários sintomas no enfarte agudo do miocárdio: além da dor, que normalmente deriva para o braço, a respiração torna-se irregular e rápida, bem como o ritmo cardíaco. Ocorrem tonturas, fraqueza, náuseas e vómitos, sudação e uma sensação de pânico. Em caso de suspeita de enfarte agudo do miocárdio ou outra situação cardíaca, a primeira coisa a fazer é ligar para o 112 e aguardar por indicações. Não é recomendado tomar medicamentos (como a aspirina) por iniciativa própria numa situação de emergência. Elimine mensagens erradas e não partilhe.

 

Se ainda não tem conta no site, clique no botão abaixo para se registar e conhecer todas as vantagens.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade. Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva em qualquer momento.

 

Junte-se a nós


 

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.