Notícias

Stalking: a perseguição a uma pessoa é punida por lei

O que fazer se lhe acontecer a si

Reagir sozinho a um perseguidor é difícil, senão impossível. Deve procurar ajuda o quanto antes junto das entidades competentes: comece por não se isolar e não esconda a situação de familiares ou amigos.

Conforme a gravidade da situação, deverá contactar o 112 ou a polícia (PSP, GNR) ou serviços do Ministério Público e apresentar queixa, ou ainda a APAV, que disponibiliza uma linha de apoio gratuita, o 116 006 (dias úteis das 9 às 21 horas). 

A APAV recomenda, também, que a vítima evite qualquer contacto com o stalker, para desincentivar a conduta. Não deve responder a e-mails, mensagens escritas ou telefonemas. Se possível, deve alterar com frequência os seus percursos habituais e os seus horários. 

Se o stalker mantiver os atos de perseguição, a vítima deve reunir todas as provas essenciais a um eventual processo-crime, registando a data e a hora, os acontecimentos, a forma como o stalker estava vestido, as palavras que proferiu. Sugere-se, ainda, a impressão de e-mails, o registo de fotografias e o recurso a testemunhas.