Notícias

Síndrome respiratória do Médio Oriente: o que é, como se transmite e como prevenir

03 julho 2015 Arquivado

03 julho 2015 Arquivado

Se esteve recentemente no Médio Oriente ou Coreia do Sul ou pensa viajar para um destes destinos, saiba como evitar o contágio pelo vírus MERS-CoV. Em caso de suspeita da doença, não saia de casa e ligue para a linha Saúde 24.

Transmissão do vírus

A fonte de infeção e o modo de transmissão do MERS-CoV ainda estão a ser investigados pela OMS. Porém, estudos recentes apontam para que seja transmitido através do contato animal, sendo o camelo a espécie reservatória ou hospedeira e que esteja envolvido na transmissão direta ou indireta aos seres humanos. Estirpes de MERS-CoV foram identificadas nestes animais em vários países, incluindo Egito, Omã, Qatar e Arábia Saudita.

O vírus parece não passar facilmente de pessoa para pessoa. A transmissão entre seres humanos foi reportada, por exemplo, em contactos próximos ou em instituições de prestação de cuidados de saúde. A infeção contraída nas unidades de saúde tem sido a regra, sendo que a maioria dos casos foi registada em surtos hospitalares na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos. O período médio de incubação para casos secundários é estimado em cerca de cinco dias e pode prolongar-se até duas semanas.

Existe um baixo risco de importação de casos de infeção por MERS-CoV ao nível europeu, incluindo Portugal. Ainda assim, as unidades de saúde e os seus profissionais já receberam uma orientação sobre a Síndrome Respiratória do Médio Oriente, enviada pela Direção-Geral da Saúde.