Notícias

Medidores contínuos de glicose: alternativa aos medidores de tiras?

20 dezembro 2016
Conheça a nossa apreciação ao medidor contínuo de glicose Freestyle Libre, da Abbott.

Os medidores contínuos de glicose medem o açúcar no sangue com um sensor sob a pele. Facilitam a gestão da diabetes face aos medidores de tiras e dispensam a picada no dedo, mas ainda não os substituem.

Rigor dos resultados e contraindicações

A literatura indica que os medidores contínuos de glicose não são tão rigorosos quanto os medidores de tiras. Também a Abbott recomenda que em momentos de rápida mudança da glicose (durante a prática de desporto e após comer ou administrar insulina) se recorra ao teste de picada no dedo. Nessas alturas, a medição no fluido intersticial poderá não refletir os valores de glicose no sangue e indicar, erradamente, situações de hipoglicemia ou hipoglicemia iminente.

Para além destas situações, a Abbott adverte que o resultado da medição contínua com o FreeStyle Libre pode não ser preciso em casos de grande desidratação ou perda excessiva de água.

O FreeStyle Libre não foi testado em grávidas, menores de 18 e pessoas em tratamentos de diálise. O efeito da radiação sobre a eficácia do medidor também não foi aferido. O aparelho deve ser removido antes da realização de ressonâncias magnéticas, raio-x e tomografias computorizadas. Um novo sensor deve ser introduzido após a exposição a estes tipos de radiação.