Notícias

Medidores contínuos de glicose: alternativa aos medidores de tiras?

20 dezembro 2016
Conheça a nossa apreciação ao medidor contínuo de glicose Freestyle Libre, da Abbott.

20 dezembro 2016
Os medidores contínuos de glicose medem o açúcar no sangue com um sensor sob a pele. Facilitam a gestão da diabetes face aos medidores de tiras e dispensam a picada no dedo, mas ainda não os substituem.

Início

Os medidores de glicose permitem conhecer, em segundos, a concentração de “açúcar” (glicose) no sangue. São instrumentos muito úteis para pessoas com diabetes, porque fornecem informação que as ajuda a gerir a doença, a tomar decisões quanto à atividade física, alimentação e medicação, e a evitar problemas associados.

Os medidores de tiras são os mais comuns. Implicam fazer uma picada no dedo, para obter uma gota de sangue que é colocada numa tira de teste. A tira é inserida no medidor e o valor da glicose no sangue (glicemia) surge pouco depois no visor. Os medidores costumam ser gratuitos e as tiras são comparticipadas a 85% (uma caixa de 50 tiras custa cerca de 3 euros).

Os medidores contínuos de glicose, mais recentes e caros do que os de tiras, funcionam com um sensor, que é inserido sob a pele para medir os níveis de glicose no fluido intersticial (líquido entre as células). Para além de oferecer uma medição sem picadas, permitem a monitorização contínua (dão resultados a cada 5 minutos ou em intervalos de 1 minuto), o que pode melhorar o controlo da glicemia.

Apesar das vantagens, a maioria dos medidores contínuos segue a glicemia com um atraso de 5 a 10 minutos. Este atraso é mais notório em situações em que a glicemia muda rapidamente, como acontece durante a prática de exercício físico.

O único medidor contínuo disponível em Portugal é o FreeStyle Libre, da Abbott. Tem um sensor com um filamento de glicose, que é inserido debaixo da pele, com um transmissor que envia a informação sobre os níveis de glicose para um monitor, através de ondas rádio, por uma ligação sem fios. Segundo a Abbott, o FreeStyle Libre utiliza algoritmos para compensar o atraso característico deste tipo de medidores.

Muitos medidores contínuos precisam de ser calibrados a partir de um medidor de tiras. Já o FreeStyle Libre não necessita de calibração, mas também não substitui os medidores convencionais. É impermeável (submergível até 1 metro de profundidade, durante 30 minutos no máximo) e não necessita do acompanhamento de um profissional de saúde para ser inserido.

O preço do kit inicial do FreeStyle Libre é € 169,90; inclui um leitor e dois sensores. Os sensores têm de ser substituídos a cada 14 dias (cada um custa 59,90 euros). A par dos valores reais registados, este medidor apresenta as tendências da glicemia, uma informação que é muito conveniente para os diabéticos, porque lhes permite tomar decisões (como comer ou administrar insulina) para gerir o nível de glicemia.

Imprimir Enviar por e-mail