Notícias

Consultas de psicologia e pedopsiquiatria custam de 17 a 125 euros

De 45 em 45 euros, até à fatura final

Os preços das consultas, já de si elevados, podem agravar-se com a duração do tratamento, que, por vezes, leva meses ou anos. A Direção-Geral da Saúde recomenda que, ao fim de três meses, se faça uma avaliação dos resultados da terapia. Se tivermos em conta uma consulta semanal de psicologia, podemos estimar um custo de 545 euros para esta primeira fase, fazendo o cálculo a partir dos preços mais frequentes que encontrámos. Como as consultas de psicologia têm acesso reduzido no SNS e não são comparticipadas por nenhum seguro de saúde, é dinheiro que sai do bolso dos pais.

No caso da pedopsiquiatriaalguns seguros reembolsam uma percentagem das despesas, mas sempre com um limite anual de consultas (por exemplo, seis). Se o jovem precisar de mais, os custos correrão por conta dos pais. Tudo porque o SNS não tem capacidade para dar resposta a um problema que, embora não tão grave como noutros países, afeta largos milhares de jovens. Devemos, contudo, reter os avisos da UNICEF: o sinal mais revelador do progresso de uma nação rumo ao desenvolvimento sustentável é a forma como satisfaz as necessidades dos mais jovens, entre as quais a saúde mental. As autoridades de saúde portuguesas reconhecem a insuficiência de meios, e até temos assistido nos últimos anos a esforços para aumentar o número de consultas. Mas ainda não chega.