Dicas

Vista cansada: leitura à distância de 7 euros

23 agosto 2012

23 agosto 2012

A vista cansada surge com a idade e pode ser corrigida com óculos, lentes de contacto e cirurgia. Os óculos pré-graduados são uma opção se não tiver outros problemas de visão. A partir de 7 euros, pode comprar um modelo com lentes de qualidade.

A vista cansada (também designada por presbiopia) não é mais do que a dificuldade em focar. No geral, surge depois dos 40 anos e são poucos os que escapam aos seus efeitos, sobretudo as mulheres. Gestos como afastar os papéis dos olhos para ver melhor as letras tornam-se rotineiros. Com a idade, o cristalino fica mais rígido e os músculos ciliares menos flexíveis. O olho reduz, então, a capacidade de fazer o movimento de vaivém para focar.

Em regra, a presbiopia atinge ambos os olhos com a mesma intensidade, pelo que a graduação dos óculos é igual. Os pré-graduados, para compensar 1 a 3,5 dioptrias, são de fácil acesso em farmácias, parafarmácias e lojas de moda e de brindes. Testámos 23 pares para corrigir uma deficiência de 2,5 dioptrias, com preço entre 3 e 85 euros. Se não existirem outros problemas de visão, como miopia ou astigmatismo, são uma boa opção. A graduação anunciada pelos modelos testados está correta e, na maioria dos casos, a superfície das lentes é de qualidade. Mas a rotulagem, por vezes, é muito deficiente. Desaconselhamos óculos sem a indicação da distância entre as pupilas.

Fasquia dos 40 anos

  • A presbiopia desenvolve-se de forma gradual. Tendência para afastar os objetos para melhor os percecionar, visão desfocada à normal distância de leitura e tensão ocular ou dores de cabeça depois de executar tarefas de pormenor são os sintomas, que começam a perturbar a vida normal.
  • A idade é o maior fator de risco. Quase toda a população é afetada depois dos 40 anos. Mas alguns indivíduos podem sofrer problemas antes desta idade devido a doenças ou medicamentos. É o caso da diabetes, da esclerose múltipla e das doenças cardiovasculares, por um lado, e dos antidepressivos, anti-histamínicos e diuréticos, por outro.
  • Em regra, por volta dos 45 anos, surge apenas 1 dioptria em cada olho. O problema vai-se instalando com a idade e, na casa dos 70 anos, é provável que a graduação já tenha subido para 3 dioptrias. Para corrigir a situação, é possível recorrer a três estratégias: óculos (pré-graduados ou feitos por medida), lentes de contacto e cirurgia, que devem ser escolhidas de acordo com as características e preferências do doente.

Não use para conduzir

  • Antes de comprar óculos pré-graduados, vá ao oftalmologista ou optometrista para conhecer a graduação e a distância interpupilar. Uma graduação errada pode causar dores de cabeça, fadiga ou tensão ocular e tonturas. Já se a distância entre os centros das lentes não coincidir com aquela que separa as pupilas, e a diferença for superior a 3 milímetros, pode ocorrer um efeito prismático horizontal. Se as lentes tiverem centros óticos com alturas diferentes, ocorre o efeito prismático vertical.
  • Não compre óculos sem a graduação e a distância entre os centros óticos nas armações, na embalagem ou num folheto. Prefira ainda modelos com a marcação CE, sinal de que estão sujeitos a exigências de qualidade e segurança.
  • Opte pelos modelos pré-graduados se sofrer só de vista cansada. Na loja, coloque-os e use-os durante alguns minutos, em vez de segundos. Uma leitura confortável e clara por um tempo prolongado indica que as lentes estão corretamente centradas.
  • Os óculos de leitura não são mais do que lupas, adequadas à focagem de objetos próximos. Podem representar perigo quando utilizados para conduzir. Também não se destinam a um uso regular, mas apenas à leitura ou visão ao perto.