Dicas

Plantas despoluidoras purificam o ar mas têm um efeito limitado

Certas plantas têm um efeito purificador do ar, mas num nível de tal forma reduzido que tê-las não substitui a necessidade de arejar e ventilar a casa. Conheça algumas plantas ditas “despoluidoras”.

  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Alda Mota
03 novembro 2020
  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Alda Mota
mulher a regar as plantas em casa

iStock

As plantas domésticas têm pouco (ou nenhum) valor real como purificadoras do ar. Os estudos mais recentes comprovam-no. Por isso, independentemente da espécie escolhida, ter plantas em casa não dispensa boa ventilação e arejamento diários.

As plantas de interior purificam o ar da casa?

Muitos artigos publicados sobre plantas continuam a mencionar um estudo em grande escala realizado para a NASA em 1989 para defender o efeito das plantas ao nível da purificação do ar interior. Essa investigação, feita há mais de 30 anos, tinha o intuito de descobrir uma forma de purificar o ar nas cápsulas espaciais. Na altura, as conclusões indiciaram que a taxa de poluentes diminui ligeiramente na presença de plantas. Contudo, é preciso ter em conta que a investigação foi levada a cabo em condições muito específicas (elevada concentração de poluentes, sistema de “aspiração” destes últimos, para aumentar a sua concentração, etc.), pelo que as observações são pouco conclusivas para um ambiente comum

Estudos mais recentes têm sido realizados para verificar as alegadas virtudes “despoluidoras” das plantas em condições mais realistas. Na atualidade, está comprovado que há plantas que captam efetivamente substâncias poluentes – como o benzeno, o formaldeído, o tolueno ou o xileno –, mas num grau tão reduzido que não se pode afirmar que sejam determinantes ao nível do ar que é respirado. Por outro lado, embora removam compostos orgânicos voláteis, fazem-no a um ritmo tão lento que não podem competir com os mecanismos de troca de ar que ocorrem nos edifícios. Por outras palavras, nada melhor do que abrir as janelas para melhorar a qualidade do ar entre quatro paredes.

Faz mal ter plantas nos quartos?

É também comum dizer-se que não se deve ter plantas nos quartos. Trata-se de uma ideia errada. É verdade que, durante o dia, sob o efeito da luz, as plantas absorvem o dióxido de carbono e libertam oxigénio e, de noite, o fenómeno se inverte. Contudo, a quantidade de dióxido de carbono que uma planta liberta é ínfima, quando comparada com o ar que as pessoas respiram, e é absolutamente inofensiva para o ser humano.

A vegetação é bem-vinda em qualquer parte. Tenha em conta as necessidades da planta, em termos de temperatura e luminosidade, e adapte a sua localização. Se sentir que a planta não está feliz no sítio onde a instalou, mude-a de lugar.

Como ter e cuidar de plantas "despoluidoras"?

Não menospreze a segurança. Assegure-se da estabilidade dos vasos, sobretudo se estiverem em espaços elevados. Afaste ramos quebradiços e folhas com espinhos ou pontiagudas dos locais de passagem para evitar qualquer contacto. Por fim, tenha em conta que há muitas plantas tóxicas ou cuja seiva é irritante para a pele. Se não tiver a certeza quanto à toxicidade de determinada planta, mantenha-a fora do alcance de crianças e de animais de estimação. Em caso de acidente, ligue para o Centro de Informação Antivenenos (800 250 250) ou para o 112. Para saber mais sobre plantas para ter em casa, consulte o nosso guia prático.

ENCOMENDAR GUIA PLANTAS PARA TER EM CASA

Há várias plantas conhecidas pelas suas alegadas propriedades purificadoras do ar interior. Conheça algumas delas.

Espada-de-são-jorge ou língua-da-sogra

Exclusivo Simpatizantes

Para ler, basta ter conta no site (disponível para subscritores e não-subscritores).

Entrar

Não tem acesso? Criar conta gratuita

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.