Dicas

Olhos: como tratar problemas

30 março 2015
olhos

30 março 2015

Conjuntivite, blefarite, calázio e hordéolo são problemas oftalmológicos frequentes que podem ser resolvidos em casa. Desfazemos alguns mitos, como esfregar uma aliança quente num terçolho.

Blefarite

Os fatores associados à blefarite são infecção bacteriana, disfunção da glândula de Meibomius, dermatite seborreica, acne rosácea ou uma combinação destes fatores. A inflamação frequente das margens das pálpebras pode ser aguda ou crónica. Existe a blefarite anterior, em torno das pestanas, e a posterior, resultante 
de uma disfunção das glândulas de Meibomius, responsáveis pela secreção da camada externa do filme lacrimal.

Sintomas
Margens das pálpebras vermelhas e inchadas, vermelhidão ocular, ardor nos olhos e uma sensação arenosa em ambos os olhos são os principais sinais. Ao acordar, as pálpebras podem estar gordurosas e coladas. 

Por vezes, os olhos ficam secos, devido à disfunção das glândulas de Meibomius e surgem crostas nas pestanas.

Como tratar
Combine a limpeza das pálpebras e pestanas com o uso de compressas mornas e massagens suaves para aliviar os sintomas agudos e evitar futuras crises. É recomendado colocar um pano quente sobre os olhos durante cinco a dez minutos, duas a quatro vezes por dia. Assim, desprenderá as crostas das pestanas e dissolverá o óleo produzido pela glândula de Meibomius, que bloqueia o orifício glandular. Face a uma suspeita de infeção bacteriana, poderá ter de ir ao médico e utilizar um antibiótico tópico.