Dicas

Olhos: como tratar problemas

30 março 2015
olhos

30 março 2015

Conjuntivite, blefarite, calázio e hordéolo são problemas oftalmológicos frequentes que podem ser resolvidos em casa. Desfazemos alguns mitos, como esfregar uma aliança quente num terçolho.

Início

Entre os problemas oftalmológicos  que podem ser ultrapassados com algumas medidas executadas pelo próprio paciente (desde que não ocorram complicações) contam-se a conjuntivite (infecciosa e não-infecciosa), a blefarite, o calázio e o hordéolo, vulgarmente conhecido como terçolho. Reunimos conselhos para solucionar estes quatro problemas, com medidas para reforçar a higiene e o recurso a gotas ou pomadas. Situações de fotofobia (sensibilidade à luz), alterações da visão, dores oculares ou sensação de um corpo estranho no olho, que obriga a mantê-lo fechado, requerem a intervenção de um profissional de saúde.

Quando ir ao médico

  • Sensação de corpo estranho
    Situação que não permite manter o olho aberto. Tal não deve ser confundido com a sensação passageira de areia no olho. Podemos estar perante algo que conduza a uma inflamação da córnea.
  • Fotofobia
    A sensibilidade excessiva à luz, às vezes, é sinónimo de inflamação da córnea ou da íris.
  • Alteração da visão
    Névoa escura, visão turva ou grandes halos em torno das luzes podem ser sinal de glaucoma, queratite (inflamação da córnea) ou irite (inflamação da íris).
  • Dor ocular
    Pode ser sinal de uma irite ou uma esclerite, ou seja, uma inflamação da parte branca dos olhos.
  • Dor de cabeça intensa
    Náuseas ou vómitos podem estar  associados a sinais oculares de um modo geral.

Imprimir Enviar por e-mail