Dicas

Como controlar a rinite alérgica

Início

As causas não são inteiramente conhecidas e não tem cura, mas é controlável. Os medicamentos aliviam os sintomas e devolvem qualidade de vida. 

  • Dossiê técnico
  • Joana Almeida
  • Texto
  • Inês Lourinho
11 abril 2019
  • Dossiê técnico
  • Joana Almeida
  • Texto
  • Inês Lourinho
rinite alergica

iStock

Comichão, pingo, muco ou congestão? Espirros também? Não se preocupe. Provavelmente, é só o seu nariz, em “êxtase”, a anunciar a chegada da primavera. Por vezes, os olhos, inflamados e lacrimejantes, também se juntam às comemorações da nova estação. Em linguagem médica, uma tal comissão de boas-vindas é designada por rinite alérgica, e pode ser desencadeada pelos pólenes que vagueiam nos ares por esta altura do ano. Inócuos para a maioria dos indivíduos, a outros provocam uma reação exacerbada. O sistema imunitário encara os agentes alergénicos como agressores e produz uma resposta sob a forma de anticorpos.

Apesar do incómodo, muitos dos que sofrem do problema são afetados de modo intermitente, em especial na primavera, e sem consequências de maior para as atividades diárias ou para o sono. Outros quadros não são apenas sazonais, têm maior gravidade, podem envolver mais alergénios, como ácaros, e acabam por reduzir a qualidade de vida. Mas também aqui existem estratégias para controlar os sintomas. Descubra como domar a sua rinite ligeira ou mais intensa e persistente. O melhor ataque, por vezes, é a defesa, ou seja, evite, tanto quanto possível, o contacto com as substâncias que provocam os episódios de rinite. Em todo o caso, se os sintomas se tornarem incomodativos, procure o médico. Os tratamentos destinam-se a controlar os sintomas.

Problema de países ricos

Tende a surgir na adolescência e a acompanhar o indivíduo ao longo da vida, podendo aumentar ou diminuir de intensidade. Assim é a rinite, que, em Portugal, afeta 43% das crianças entre os 3 e os 5 anos e 22% dos adultos, e que pode ser um fator de risco de asma.

razão de tanta gente sofrer da doença ainda não é totalmente clara. Muitos fatores estão envolvidos, sobretudo ambientais e relacionados com alterações do estilo de vida, tal como sugere o aumento da prevalência observado em países desenvolvidos. Talvez por isso a prevalência seja maior nas gerações mais jovens.

diagnóstico depende da presença dos sinais indicados no início, mas também importam a severidade e a duração. Contudo, nem sempre é fácil distinguir entre rinite alérgica e não-alérgica. A fim de confirmar a origem, é normal o médico recorrer a testes de reatividade cutânea. Gotas dos alergénios mais comuns são depositadas sobre a pele, que depois é picada para que as substâncias entrem na corrente sanguínea. Se houver reação, com inchaço e vermelhidão, fica demonstrada a sensibilidade ao alergénio. Ainda assim, os dados dizem que, pelo menos, 15% dos indivíduos que reagem no teste não desenvolvem sintomas quando expostos aos alergénios.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade. Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva em qualquer momento.

 

Junte-se a nós

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.