Alertas

Viagens: proteja-se de doenças tropicais causadas por mosquitos

06 março 2019
Viagens: proteja-se de doenças tropicais causadas por mosquitos

06 março 2019

Foram confirmados 36 casos de febre-amarela no Brasil, desde o início do mais recente surto. A Direção-Geral da Saúde recomenda a vacina contra a doença a quem viaja para este país.

Febre-amarela

O vírus transmite-se pela picada do mosquito infetado da espécie Aedes ou Haemagogus. Os mosquitos contraem o vírus por se alimentarem de primatas infetados (humanos ou não) e podem transmiti-lo a outros primatas. As pessoas podem transmitir a doença até 5 dias após o aparecimento da febre.

Sintomas

A maioria das pessoas infetadas pode não ter sintomas ou senti-los de forma moderada. Neste último caso, os sinais aparecem entre 3 a 6 dias após o doente contrair o vírus. Os sintomas incluem:

  • febre;
  • arrepios;
  • dor de cabeça intensa;
  • dores no corpo;
  • náuseas;
  • dor nas costas;
  • vómitos;
  • fadiga;
  • fraqueza.

Regra geral, há uma melhoria após estes sintomas, mas a fadiga e a fraqueza podem durar vários meses. 

Cerca de 15% dos casos evoluem para uma forma mais severa da doença, originando problemas como icterícia, febres altas, hemorragia e eventualmente choque e paragem de vários órgãos. Entre 20 a 50% dos doentes com a forma mais severa da doença podem morrer. Os que recuperam ficam imunes à doença para o resto da vida.

Tratamento

Não existe um tratamento específico. Os pacientes devem ser hospitalizados, quando possível, para estarem sob observação e receberem cuidados de manutenção.

Descanso, ingestão de fluidos, utilização de analgésicos para reduzir a febre e a dor são alguns dos tratamentos sintomáticos. Anti-inflamatórios como o ibuprofeno (não esteroides) devem ser evitados, pois aumentam o risco de hemorragias.

Os doentes devem evitar a exposição a mosquitos (por exemplo, ficar dentro de casa e usar uma proteção, como uma rede mosquiteira) até 5 dias após o aparecimento da febre, para quebrar o ciclo de transmissão. 

Como prevenir

  • vacina é recomendada a partir dos 9 meses de idade, para pessoas que viajem ou vivam em zonas de risco de febre-amarela. Para a maioria dos viajantes, uma única dose de vacina fornece imunidade para a vida.
  • A utilização de repelente é importante. Se usar protetor solar, aplique primeiro o protetor, e só depois o repelente.
  • Proteja os carrinhos e berços das crianças com redes mosquiteiras.
  • Use roupa de cores claras e que diminua a exposição da pele à picada (por exemplo, camisas de manga comprida, calças e sapatos fechados).
  • Se possível, evite estar ao ar livre nas horas em que os mosquitos estão mais ativos - geralmente ao entardecer. Ainda assim, tenha em conta que uma das espécies transmissoras do vírus, o mosquito Aedes aegypty, alimenta-se durante o dia.
  • Escolha alojamento com ar condicionado (mesmo durante o dia) ou, em alternativa, com redes mosquiteiras.