Alertas

Viagens: proteja-se de doenças tropicais causadas por mosquitos

06 março 2019
Viagens: proteja-se de doenças tropicais causadas por mosquitos

06 março 2019

Foram confirmados 36 casos de febre-amarela no Brasil, desde o início do mais recente surto. A Direção-Geral da Saúde recomenda a vacina contra a doença a quem viaja para este país.

Consulte o médico

Embora o vírus do Nilo, assim como o dengue, a malária ou o chicungunya não se transmitam de pessoa para pessoa, mas através da picada dos insetos infetados, a verdade é que possuem manifestações semelhantes aos da gripe comum (como febre, dores de cabeça e musculares, entre outros). Isto faz com que nem sempre os doentes recorram a cuidados médicos aquando dos primeiros sintomas. Tal contribui não só para o agravamento dos mesmos, mas também para a proliferação das doenças, que podem ter consequências fatais se não forem tratadas a tempo.

Consideradas patologias tropicais, são cada vez mais identificados casos fora dos locais onde habitualmente se manifestavam, o que se explica dada a maior facilidade e rapidez com que as pessoas viajam de país para país e devido às alterações climáticas, que proporcionam a migração dos mosquitos portadores destes vírus.

O dengue, por exemplo, foi detetado em 100 países, nomeadamente em Portugal, Estados Unidos e China. Já a malária voltou a surgir na Grécia, onde o último caso tinha sido identificado há cerca de 40 anos. Com o número de mortes por malária a atingir um milhão de pessoas anualmente e o de infetados a superar os mil milhões, a Organização Mundial da Saúde tem reforçado o pedido para que os países renovem o compromisso para aumentar o controlo de insetos e também para melhorar o acesso à água potável, ao saneamento básico e aos serviços de higiene.

Diferenças entre Zika, dengue e chikungunya

Provocadas por picadas de insetos, estas três doenças podem ser confundidas. Alguns sintomas permitem distingui-las:
  • o dengue apresenta habitualmente febre mais elevada e dores musculares mais severas (hemorragias são um sinal de alarme);
  • o chikungunya manifesta-se por febre mais alta e intensas dores nas articulações (principalmente mãos, joelhos e costas), que podem ser incapacitantes, obrigando o doente a curvar-se e impedindo-o de andar ou conseguir abrir uma garrafa de água;
  • a infeção pelo vírus Zika não tem sintomas tão específicos. A maior parte dos doentes sofre de lesões na pele e alguns de conjuntivite.