Notícias

Máscaras de pestanas: há demasiado desperdício de rímel

A DECO PROTESTE testou 15 marcas de máscaras para avaliar se aumentam o volume das pestanas, e verificou que há muito desperdício de rímel. Veja os resultados e siga cinco dicas para minimizar as alergias.

29 setembro 2022
Rímel

iStock

A máscara de pestanas – ou, como normalmente lhe chamamos, o rímel – é talvez o produto de maquilhagem mais utilizado. Existem máscaras com diferentes funções, consoante os gostos.

Para o estudo, a DECO PROTESTE selecionou máscaras de pestanas de cor preta, que não são à prova de água e alegam aumentar o volume das pestanas. Foram, assim, 15 marcas a teste, destacando‑se um Melhor do Teste e uma Escolha Acertada. Se optar pela Escolha Acertada em detrimento do Melhor do Teste, poupa 36 euros por cada 10 mililitros, o volume mais comum de um tubo.

Rímel: veja o teste

Desperdício deixa muito a desejar

Nenhum rímel atingiu a muito boa Qualidade Global, principalmente por causa dos fracos resultados que quase todos obtiveram no impacto ambiental. Verificou‑se a ausência de material reciclado na embalagem primária, a presença, na maioria das marcas testadas, de uma embalagem externa, e muito desperdício de produto. O último critério, que mede a quantidade de produto que fica retido na embalagem, foi o que mais impacto teve nos resultados ambientais: dos 15 produtos, apenas dois obtiveram duas estrelas neste critério, tendo os restantes merecido apenas uma estrela.

O desperdício vai dos 17% aos 55%, sendo que o rímel que recebeu o selo de Melhor do Teste apresenta um desperdício de 20%, o que equivale a 6,84 euros. Já a Escolha Acertada desperdiça 42% do produto, o que, trocado por moedas, dá 1,79 euros. Num produto que pode custar cerca de 4 euros, é um desperdício de quase metade do valor pago.

Rótulos com penalização

Em relação à rotulagem do rímel, os resultados foram discrepantes. Apesar de haver dez produtos com, pelos menos, quatro estrelas, o Melhor do Teste e a Escolha Acertada foram merecedores de apenas uma. Há mesmo duas máscaras de pestanas que não apresentam a lista de ingredientes no tubo, uma informação crucial em caso de reações adversas, mas também para que possam fazer‑se escolhas conscientes.

Um rótulo deve informar sobre o contacto do fabricante ou distribuidor (nome e morada, por exemplo) e a durabilidade, as características (peso, volume e ingredientes), os cuidados de utilização e o uso do produto. Deve, ainda, estar na língua do país em que é comercializado. Todas as informações têm de ser claras e legíveis.

Encontradas poucas substâncias proibidas

Na análise química, que verifica se existem substâncias nocivas e proibidas em cosméticos, a DECO PROTESTE não encontrou metais pesados, tais como chumbo, arsénio ou mercúrio. Foram apenas detetados vestígios de formaldeído em três máscaras de pestanas (Mac, Chanel e Primark) e de níquel em duas (Deliplus e Santé Bio). Apesar de o níquel não ser uma substância cancerígena, pode causar problemas graves de alergia.

Porém, não está definido um limite legal para a quantidade de substâncias proibidas que, por poderem existir em quantidades ínfimas (ditas "vestigiais"), são permitidas nos cosméticos. A avaliação considera os limites definidos por entidades de referência, mas não podem afirmar se estão em conformidade com a lei. É essencial definir as quantidades máximas permitidas das substâncias "vestigiais".

Cinco dicas para minimizar as alergias ao rímel

As máscaras de pestanas podem provocar reações alérgicas a quem tem predisposição para tal. Evite as alergias.

  1. Utilize produtos à base de água. Escolha um rímel sem fragrâncias alergénicas nem perfume.
  2. Aplique várias camadas de rímel apenas na ponta das pestanas.
  3. Não partilhe o seu rímel. A escova da máscara pode conter bactérias. A zona dos olhos é sensível e propícia a infeções.
  4. Não adicione substâncias quando o rímel ficar seco. Não adicione água de rosas ou outra substância, pois altera a formulação do produto, pondo em causa a estabilidade e a conservação. Isto pode potenciar o crescimento microbiológico.
  5. Cumpra sempre o período após abertura (PAO). Geralmente, para estes produtos, corresponde a seis meses. Ou seja, depois de abrir o tubo do rímel, deve utilizá-lo nos seis meses seguintes.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.