Notícias

Doentes celíacos podem usar alguns cosméticos com glúten

Como não há absorção cutânea do glúten, não existe risco para um doente celíaco. No entanto, devem evitar-se os cosméticos que possam ser ingeridos, como batons, pastas de dentes ou elixires bucais.

  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
02 janeiro 2019
  • Dossiê técnico
  • Susana Santos
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Filipa Nunes
cosmeticos para celiacos

iStock

Cada vez há mais produtos cosméticos que alegam ser “gluten free” e vários artigos sobre alegadas alergias tópicas ao glúten. Não existem provas científicas de que os cosméticos com glúten que não são ingeridos possam ser prejudiciais para doentes celíacos ou com dermatite herpetiforme (um tipo de dermatite que se desenvolve em doentes celíacos quando consomem glúten).

Uma vez que os sintomas apenas surgem nos doentes celíacos após a ingestão de glúten, não há risco se usar cosméticos com glúten na pele, pois, normalmente, não ocorre absorção cutânea do glúten. A menos que tenha lesões ou feridas na pele que permitam ao glúten ser absorvido. Produtos como loções de corpo, protetor solar, creme de barbear, desodorizante, maquilhagem e perfume são, à partida, seguros de utilizar.

De acordo com estudos científicos, é a ingestão de glúten que ativa as cascatas imunológicas que levam ao processo autoimune típico da doença celíaca. Os produtos de aplicação tópica podem ser usados, desde que não sejam acidentalmente engolidos. Devem evitar-se produtos que possam ser ingeridos, como batons, pastas de dentes, elixires bucais, entre outros.

Na verdade, do ponto de vista médico não está descrito “sensibilidade cutânea ao glúten” ou “alergia ao glúten”. A única coisa que existe – e que pode ser confundida ou mal interpretada – é a alergia ao trigo. O glúten é uma proteína que se encontra em alguns grãos, como trigo, cevada e centeio. Algumas pessoas são alérgicas ao trigo, o que não significa ser alérgico ao glúten.

Para maior segurança, veja o rótulo dos produtos para confirmar a lista de ingredientes e evite os que incluam:  

  • trigo, glúten ou triticum no nome. Exemplos: hydrolyzed wheat protein (HWP), hydrolyzed wheat gluten, wheat bran extract, wheat germ extract, AMPisostearoyl hydrolzyed wheat protein, triticum lipids, triticum vulgare, wheat germ glycerides;
  • composto com cevada, malte ou hordeum vulgare (nome latim para cevada). Exemplos: barley extract, hordeum vulgare extract, malt extract;
  • centeio ou cereal secale;
  • derivados de aveia ou avena sativa. Exemplo: sodium lauroyl oat amino acid, avena sativa extract.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.