Alertas

Cuidados com o calor

05 agosto 2016
cuidados com o calor

05 agosto 2016
Com a chegada do verão, é altura de se preparar para enfrentar o calor. Beber muita água, fazer refeições ligeiras e procurar lugares frescos são algumas das soluções.

Ingestão recomendada de água

As necessidades hídricas variam consoante o volume corporal, a idade e o género. Os valores na tabela abaixo são para indivíduos saudáveis, com níveis moderados de atividade física e que se encontram em ambientes com temperatura moderada.

Estes valores englobam a ingestão de água total, ou seja, a água proveniente de bebidas, assim como a água que faz parte da composição dos alimentos. Como a água contida nos alimentos varia, esta percentagem dependerá das escolhas alimentares de cada um. Aproximadamente 20 a 30% é proveniente de alimentos sólidos e 70 a 80% vem da ingestão de água e bebidas.

A ingestão de água total recomendada para bebés dos 0 aos 6 meses é de 680 ml/dia ou 100-190 ml/kg/dia, a partir do leite materno. Dos 6 aos 12 meses essa necessidade aumenta para 0,8 a 1 l/dia, a partir do leite materno, alimentos e bebidas complementares. Entre 1 e 2 anos devem ingerir entre 1,1 e 1,2 l/dia.

As crianças entre os 2 e os 3 anos devem beber 1,3 l/dia, sendo que 1 l deve ser apenas água. Já entre os 4 e os 8 anos essa necessidade aumenta para 1,6 l/dia, dos quais 1,2 l devem ser de água.

Os rapazes dos 9 aos 13 anos devem consumir 2,1 l/dia (1,4 l apenas água), já as raparigas 1,9 l/dia (1,6 l só água).

A partir dos 14 até aos 70 anos, o sexo masculino aumenta a necessidade para 2,5 l/dia, sendo que 1,9 l (cerca de 10 copos) deve ser apenas água. Já as mulheres devem ingerir 2 l/dia, dos quais 1,5 l (cerca de 8 copos) devem ser água.

Em casos especiais como gravidez e amamentação, a necessidade é de 2,3 l/dia e 2,7 l/dia respetivamente.

No caso do aumento da temperatura corporal, da atividade física intensa, de situações de doença acompanhadas de febre, vómitos e/ou diarreia, este consumo de água deve aumentar. Também deve reforçar a ingestão de líquidos no caso de ter uma urina com cor e cheiro intenso. A cor da urina é uma forma fácil de reconhecer se está desidratado: quanto mais escura pior.

Consumir água em excesso pode causar uma diminuição nas concentrações de sódio no sangue, designada por hiponatremia. Dependendo da concentração, as consequências podem ser mais ou menos graves, mas valores muito baixos podem levar à morte. Apesar de grave, esta situação é menos frequente do que os casos de desidratação.