Guia de compras

Como escolher preservativos

Preservativos

Os preservativos são dispositivos médicos e, por isso, sujeitos a normas de qualidade muito exigentes. Há modelos especialmente úteis para quem sofre de alergia ao látex.

Os preservativos que se encontram à venda vêm em diversas formas, tamanhos, cores e espessuras. Quase todos têm lubrificantes e alguns incluem espermicidas. Existem modelos com e sem reservatório. Podem ter formato reto ou anatómico, texturizado ou liso, de cor sólida ou quase transparentes, e inodoros, perfumados ou aromatizados.

Há também preservativos de diferentes dimensões: a maioria tem aproximadamente 180-200 mm de comprimento, 52-56 mm de largura e até 0,08 mm de espessura.

Para a nossa análise, selecionámos 15 modelos de preservativos masculinos, 13 dos quais de látex e dois modelos sintéticos, de poliisopreno. Estes podem ser especialmente úteis para quem sofre de alergia ao látex. Todos são modelos com depósito, lubrificados e sem textura, de cor transparente.

Tratando-se de dispositivos médicos, os preservativos são sujeitos a normas de qualidade muito exigentes, cujo cumprimento fomos verificar em laboratório.

Além destas exigências de qualidade, a apreciação dos utilizadores relativamente a algumas características pode ser importante na hora de escolher um destes produtos: o odor, a lubrificação ou a facilidade de desenrolar o preservativo. No teste de uso, com recurso a um painel de consumidores, as poucas diferenças que encontrámos dizem respeito a aspetos que não são críticos para uma utilização correta e segura: o odor é mais ou menos agradável, requerem maior ou menor esforço de abertura da embalagem ou para os desenrolar, por exemplo. Assim, o preço acaba por ser um fator importante de diferenciação dos produtos.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.