Dossiês

Depilação a laser ou com luz pulsada: técnicas e dicas

09 maio 2019
depilacao luz pulsada

09 maio 2019
Os métodos de depilação dita definitiva não garantem a eliminação total dos pelos, mas permitem reduzi-los de forma permanente. A laser ou com luz pulsada, os resultados dependem do tipo de pelo e pele.
 

Usar IPL em casa

Apesar de exigirem um investimento inicial elevado e demorarem mais tempo a eliminar os pelos, os equipamentos IPL para usar em casa acabam por permitir uma depilação mais barata do que os centros de estética, são mais práticos, porque estão sempre à mão, e podem ser usados por mais do que um elemento da família. 

Sem os custos da eletricidade, uma sessão de corpo inteiro (mil flashes) pode ficar em cerca de € 0,70 a € 3,40 dependendo do número máximo de flashes que cada máquina permite (podem ir de 75 000 flashes até mais de 300 000 flashes). Numa breve pesquisa pelos sites dos centros de estética, encontrámos sessões a 30 e a 90 euros. Mas também nos surgiram pacotes com perna inteira e virilhas na casa dos € 170 ou com virilhas e axilas a cerca de € 85, entre muitas outras combinações e diversas promoções. Os preços também variam com o método usado e a zona a depilar. 

O número de flashes indica o número de disparos que cada máquina consegue efetuar no seu período de vida útil. Adeque a escolha da máquina ao número de flashes que esta permite, de acordo com a utilização prevista. Por exemplo, num agregado familiar com várias pessoas a utilizar regularmente a máquina, opte por um modelo com um número de flashes mais elevado. Se apenas uma pessoa irá utilizar a máquina e é expectável que não necessite de muitas sessões, uma máquina com um número mais reduzido de flashes pode ser o mais indicado. 

Aparelhos seguros e fáceis de usar

Em 2016, testámos vários aparelhos e verificámos que eram seguros e fáceis de utilizar. O teste foi realizado por 20 mulheres saudáveis, entre os 18 e os 52 anos, com pele branca e pelos pretos, de espessura média a forte (situação mais favorável à fotodepilação). Ainda assim, deve respeitar as instruções de utilização, sobretudo o intervalo recomendado entre as sessões

O estudo foi acompanhado por um dermatologista. Mais de 70% das participantes não reportaram efeitos indesejáveis. As reações adversas registadas, como sensação de queimadura, erupções cutâneas e comichão, não são novidade neste tipo de depilação. Porém, não se sabe se poderão surgir efeitos a longo prazo, dado os equipamentos serem relativamente recentes no mercado.