Dossiês

Depilação a laser ou com luz pulsada: técnicas e dicas

09 maio 2019
depilacao luz pulsada

09 maio 2019
Os métodos de depilação dita definitiva não garantem a eliminação total dos pelos, mas permitem reduzi-los de forma permanente. A laser ou com luz pulsada, os resultados dependem do tipo de pelo e pele.
 

Contraindicações

Os especialistas desaconselham a depilação com laser ou luz pulsada: 

  • a grávidas e mulheres a amamentar;
  • nos casos em que o padrão de crescimento do pelo ainda está por definir, como acontece no caso dos mais jovens;
  • sobre tatuagens, sinais escuros, varizes, eczemas, queimaduras, feridas ou hematomas;
  • a quem toma medicamentos que podem causar alterações no crescimento do pelo ou reações adversas por exposição à luz (ditos fotossensibilizantes), como é o caso de alguns anti-inflamatórios, fármacos para a acne, antibióticos e antidepressivos (consulte o folheto informativo e veja os cuidados a ter com medicamentos fotossensibilizantes);
  • a pessoas que sofram de doenças de pele, herpes, diabetes ou epilepsia;
  • em caso de febre ou infeção.